Posts arquivados em: Tag: Ebook

Literaría 25dez • 2017

A acessibilidade no formato eBook

Sempre que eu conto para alguém que eu gosto de ler, eventualmente a pessoa acaba me perguntando sobre o embate livro físico x eBook. Nós já falamos muito sobre esse assunto por aqui e, apesar de eu sempre preferir a versão física por razões pessoais, nós precisamos admitir que a praticidade do eBook é muito tentadora. Inclusive, minhas leituras aumentaram muito depois que eu comprei o meu Kindle Paperwhite, viu?  Foi um investimento sem arrependimentos.

Dando uma vasculhada na internet a respeito desse assunto, eu encontrei um texto muito interessante da Mariana Mello e Souza, publicado no blog oficial da editora Rocco, onde ela fala bastante da acessibilidade do formato eBook e achei interessante, principalmente para aqueles que ainda tem um pouco de resistência a conhecer e experimentar o formato. Confiram abaixo o texto da Mariana:

Em 2011, quando me perguntaram se eu conhecia um formato novo de livro chamado e-book, não podia imaginar a mudança que estava prestes a acontecer. Uma conversa se tornou uma oportunidade de estágio fazendo produção de livros digitais e me apaixonei com as várias possibilidades e desafios deste novo formato (e nunca mais olhei para trás).

Leia mais

Resenhas 20fev • 2016

Eterna: O Som do Amor, por Bianca Sousa

Os livros da Bianca Sousa já tinham me chamado atenção há algum tempo, quando Eterna ainda estava para ser lançado. Eu fiquei muito feliz quando a autora entrou em contato comigo para fazer a resenha dos seus livros, tanto que no mês passado eu compartilhei com vocês a minha opinião sobre O Canto do Cisne, a obra mais recente lançada pela Bianca. Agora eu vou compartilhar com vocês um pouco sobre Eterna, um romance que eu já conhecia um pouco da história e que há algum tempo eu tinha muita vontade de ler.

Eterna vai contar a história do casal Cecília e Bernardo. Cecília é uma jovem doce e independente que, assim como toda mulher, sonha em encontrar o amor da sua vida. Na noite do seu aniversário, Cecilia segue seu gato por um bosque perto de casa, e acaba se deparando com uma senhora estranha, que oferece à ele um desejo. Mesmo receosa, Cecília pede a mulher que lhe dê um amor, em troca de parte do seu tempo de vida. E é assim que Bernardo, jovem violoncelista que foi assassinado friamente no passado, volta a vida sem nem ao menos ter ideia de quem é ou do que está acontecendo.

eterna-imagem-03

Atordoado e sem saber quem é ou o que está acontecendo, Bernardo parte ao encontro de Cecília, mesmo sem saber que é a ela que ele procura. Logo o jovem músico percebe que a sua condição de “ser humano vivo” é algo temporário. Assim que a primeira noite cai, seu corpo volta a ser o de um cadáver. Quando ele e Cecília finalmente se conhecem, é praticamente impossível resistir a todo o sentimento que existe entre eles. Mas será que a jovem conseguia aceitar as verdades sobre o homem que ama? E será que Bernardo teria coragem de revelar a sua amada quem ele realmente é?

Este é o segundo livro da Bianca que eu estou lendo, e diferente de O Canto do Cisne, acho que Eterna tem um enredo um pouco mais desafiador do que a minha última leitura da autora. A história é narrada em terceira pessoa e alterna o foco do ponto de vista entre os personagens principais. Eu gostei da forma como a história foi contada, mas acho que a narrativa não se encaixou tão bem com o enredo. Tenho pra mim que se Eterna fosse contada pelos próprios personagens, seria muito mais fácil do leitor se conectar com os personagens do livro e conhecer melhor o universo criado pela Bianca.

eterna-imagem-04

O enredo, em si, é bastante criativo. Eu ainda não tinha lido nenhum romance que envolvesse zumbis ou a questão de trazer alguém de volta a vida, e acho que a Bianca acertou muito na escolha desse tema, porque realmente deixou o livro interessante. O que me incomodou mesmo foi a maneira como o enredo se desenvolveu. Durante toda a leitura de Eterna, eu tinha a sensação de que estava correndo uma maratona. Tudo acontecia muito rápido dentro da história, não dando tempo para que eu conseguisse conhecer e entender dos personagens de uma forma mais profunda. Quando eu vi, Cecília e Bernardo já estavam namorando, dizendo “eu te amo” e eu nem consegui entender como é que foi que chegamos ali, honestamente.

Acho que faltou um pouco de cuidado na construção do enredo. Como estamos falando de um livro sobre o sobrenatural, eu preciso ler aquilo e acreditar, de todo o meu coração de que é possível. Além disso, acho que a Bianca deixou algumas – muitas pontas soltas ao longo do enredo, não explicando pontos que deveriam ser explicados e, mesmo quando ela tentava dar alguma explicação, aquilo não fazia muito sentido dentro do enredo. Isso me deixou muito perdida a medida que a história ia avançando.

eterna-imagem-05

Eu tive muita dificuldade para visualizar os personagens de Eterna e entender o papel deles dentro da história. Cecília passava a ideia de ser uma mulher independente, mas quanto mais eu lia o livro, mais eu achava que ela era só uma jovem frágil que não conseguia lidar com a própria solidão. Não foi uma personagem que me encantou, pelo contrário, achei que de todos os personagens, ela era a mais desinteressante e a mais fácil de se manipular. Digo, ela muito fácil colocar uma coisa na cabeça dela, principalmente porque durante todo o enredo, ela se deixava levar pelo o que as outras pessoas diziam. Como personagem principal do livro, eu confesso que esperava muito mais dela do que realmente foi entregue na história.

Por outro lado, o que eu não gostei de Cecília, eu gostei do Bernardo. Mesmo o livro tendo todo esse foco no romance dos dois, achei a questão do “homem que voltou a vida” muito interessante, e acho que esse foi o ponto forte do personagem dentro do livro. Todo esse conflito entre a versão humana e a sua versão zumbi era muito interessante. Por mais que ele quisesse estar sempre com a Cecília, seu corpo, sua vida era limitada e ele não podia revelar à ela o porquê. Eu realmente queria que isso fosse mais explorado dentro do livro, que o foco da história tivesse estado mais no Bernardo do que no romance dele com a Cecília. O que me manteve interessada em Eterna essas limitações do Bernardo e como ele lidava com elas, mesmo isso não sendo tão bem trabalhado no enredo.

eterna-imagem-02

O romance do casal principal foi o que matou o livro completamente. Eu sei que o foco de Eterna era justamente isso, mas eu não consegui entender como eles foram de “acabei de te conhecer” pra “eu te amo e não consigo viver sem você” tão rápido. Em nenhum momento do livro você vê os dois se conhecendo, tendo conversas de pessoas que estão se conhecendo. As coisas acontecem tão rápido entre eles, que você desiste de entender e só aceita que eles estão juntos e pronto. Digo, se não fosse a amiga de Cecília achar estranho o comportamento do Bernardo, acho que ela nunca teria questionado o cara dos motivos de ele nunca passar a noite com ela.

Foi como eu disse logo no começo da resenha, a leitura de Eterna é o mesmo que correr uma maratona. Se você não prestar atenção e não acompanhar as coisas, você vai acabar se perdendo completamente dentro do enredo e tendo que voltar mais de uma vez no capítulo anterior para ver se realmente entendeu o que estava acontecendo. Por outro lado, a escrita da Bianca é muito fluída, e embora algumas expressões regionais atrapalhem um pouco a leitura, a escrita da Bianca não é cansativa e, de certa forma, envolve o leitor.

Eu acho que Eterna é um daqueles livros que são oito ou oitenta. Ou você vai gostar muito do enredo ou você não vai gostar. Depende muito do tipo de leitor que você e do que você está procurando numa história. No meu caso, eu queria que o romance dos personagens principais tivesse sido bem construído, faltaram certos pontos no livro que, pra mim, seriam fundamentais para fazer a história fluir de uma forma melhor. Mas se você gosta de um romance sobrenatural e está procurando esse tipo de leitura no momento, porque não dar uma chance pra Eterna, pode ser que o livro te conquiste, não é mesmo?

Siga o @laoliphantblogInstagram