Posts arquivados em: Tag: Doramas

Doramas 13dez • 2017

The Best Hit mostra que a juventude também sofre seus dilemas.

Dá saga de doramas fofos que eu amei loucamente, vem aí os shipps errados nunca morrem e eu sou trouxa por shippar errado mais uma vez haha.

Lee Ji-Hoon é um jovem que busca o sonho de ser um idol (artista), mas prefere esconder isso de sua família, já que seus pais tem um certo receio sobre o assunto. Choi Woo-Seung é uma jovem que dedica seus dias a estudar para passar em um concurso público, concilia tudo entre o trabalho durante as tarde e noites, e estudando no período da manhã, ela é uma grande amiga de Ji-Hoon. Yoo Hyun-Jae é um idol dos anos 90, que depois de uma tempestade horrível acaba sendo levado para o futuro, e é nesse futuro que ele encontra com Ji Hoon e Woo Seung, que o atropelam sem querer e se responsabilizam por cuidar dele enquanto ele tenta lembrar quem é, e os motivos que o levaram ao futuro.

Esse dorama é um pouco diferente dos outros que já assisti, ele é uma mistura meio louca da vida do jovem adulto com um drama de viagem no tempo, bem diferente dos tipos que eu tenho o costume de assistir. Ji Hoon – o melhor personagem do drama inteiro e meu favorito haha, é um doce, ele tenta a todo esforço se tornar um idol, além de ser um amigo, o personagem é um fofura total, muito companheiro e leal, uma pena que sua construção no dorama não fez jus a todo o potencial do personagem.

Woo Seung é o que podemos chamar de garota batalhadora, bem ao estilo dos clichês nos doramas, ela vive momentos bem ruins chegando a ficar sem casa e sendo traída por uma das pessoas em quem mais confiava, mas seguiu em frente e mostrou a que veio. Hyun Jae, não é nem de longe meu favorito, nem mesmo me conquistou – talvez meu problema com ele seja que ele se meteu no meu shipp haha, o personagem parecia ter somente o propósito de ser irritante e fazer algumas besteiras, sua evolução no dorama foi bem ruim e isso me deixou sem entender o sentido dele ali.

Mesclando as relações familiares, com os desejos jovens de futuro melhor, o drama é um belo reflexo dos problemas e anseios que os jovens passam, anseios como o de não saber o futuro, o medo da frustração, as pressões pra que se seja alguém aos vinte anos. Em muitos momentos eu consegui me identificar com esses sofrimentos e essas pressões e acho que o dorama teria acertado muito se tivesse ficado apenas nessa temática. Só nisso eu fui completamente conquistada e quis acompanhar como seria a vida desses personagens com o decorrer da história.

The Best Hit é um dorama fofo que brinca nas relações, e bagunça nossas emoções com personagens tão reais e comuns, gente como a gente, que luta a cada dia tentando conquistar seu lugar nesse mundo enorme.

Gostou do post? Então se inscreve na newsletter do blog para acompanhar os próximos conteúdos!

Doramas 30nov • 2017

The Heirs

Vamos falar desse dorama lindo e que me apresentou um dos meus atores favoritos? The Heirs não foi exatamente um dos primeiros que assisti, mas está guardado eternamente no meu coração por ser o primeiro a me apresentar o ideal romântico dos dramas coreanos, aquele lindo ideal de que caras ricos vão ficar com a prota (personagem principal feminina) humilde e ferrada de dinheiro.

The Heirs conta a história de vários estudantes de um colégio rico, todos os seus dilemas emocionais, financeiros, de relacionamento e etc.  Kim Tan é um jovem que foi enviado aos estados unidos muito jovem, por ser considerado a vergonha da família, já que é filho da amante do patriarca da família, afastado a muito tempo da família ele encontra Eun Sang passando por uma situação muito ruim e acaba ajudando ela, porém isso acaba sendo um causador de conflitos entre ele e sua noiva Rachel Yoo. Ao voltar a Coreia, nem tudo permanece fácil já que Eun Sang é filha da empregada da casa de Kim Tan e pra piorar sua situação ela acaba por ir estudar no mesmo colégio de Kim Tan, Rachel Yoo e Young Do, que é mimado e decide que terá Eun sang a todo custo.

A forma como iniciei esse post foi meu rude e pode assustar você mas acredite não é exatamente ruim, é apenas uma das coisas que observei em alguns doramas e é basicamente isso que acontece, alguns dramas dão aquele ideal de que caras ricos vão ficar com as gurias de família humilde, bem ao estilo Cinderela, como bem conhecemos. E Heirs não foge dessa perspectiva, mas o que me fez amar esse drama foram os personagens, e não exatamente o casal.

Young Do (meu favorito) é aquele típico adolescente mimado que faz tudo o que quer e desconta sua “crueldade” nos mais fracos, mas com o decorrer da história vamos compreendendo que toda essas atitudes ruins que ele tem são geradas pela forma que ele foi criado, pela falta de cuidado e afeto do pai e a falta da mãe, não digo que é justificável mas compreendi que na verdade é apenas uma máscara que ele criou pra não precisar por pra fora toda a dor que sente. Kim Tan passou parte de sua infância em outro país, apenas por ser um “erro” cometido pelo pai, e convive com essa dor a muitos anos, mas diferente de Young Do ele não utiliza da crueldade como arma de defesa, tenta apenas sobreviver a pressão de ser filho de um homem rico que acredita mandar em sua vida e decida-la como bem entende.

Eun Sang é o oposto da maioria dos personagens, de família pobre sempre lutou para ajudar a mãe e também ter um futuro melhor, e mesmo não sendo a mais carismática das personagens demonstra muita resiliência e achei isso incrível quando paramos pra pensar que a personagem é bem jovem. Cada um dos personagens tenta sobreviver ao ambiente nocivo em que foram criados, usando as armas que podem, e mesmo com as diferenças sociais, acabam compreendendo que são iguais em diversas questões.

Mas nem tudo são flores na vida né? The Heirs é um dorama muito bom por abordar as diferenças sociais na Coreia, mas ele ainda reforça relacionamentos complicados, não digo abusivos porque é um pouco demais, ainda mais sem analisar com um olhar mais crítico, mas não gostei de como algumas relações são construídas e mantidas. Mas assista e tire suas próprias conclusões, saiba o que te agrada ou não, e se divirta com as possibilidades.

Gostou do post? Então se inscreve na nossa newsletter para acompanhar os próximos conteúdos do blog!

Doramas 06out • 2017

W – Two Worlds

Two Worlds faz parte da minha lista de vistos por causa do Jong Suk, esse ator é tão minha paixão que dou a louca e assisto vários doramas que ele faz, mas a qualidade do drama foi tão boa que realmente me vi perdidamente apaixonada por tudo daquele universo.

Oh Yeon Joo é uma residente médica muito dedicada à sua profissão, que ama sua função e deseja ser uma médica cirurgiã da área cardiológica, filha de um famoso escritor e desenhista de webtoons vê sua vida mudar completamente quando é avisada de que seu pai Oh Sung Moo desapareceu. Ao tentar encontrar o pai ela acaba sendo levada a outra dimensão, e encontra um desconhecido sangrando e acaba por salvar a vida dele, o que não podia esperar era que o desconhecido é um famoso empresário milionário chamado Kang Chul, que tinha acabado de ser atacado pelo mesmo homem que a anos atrás assassinou toda sua família, o que Kang Chul não sabe é que sua realidade na verdade é apenas uma webtoon muito famosa na Coreia do Sul.

Esse drama é bem complexo, apesar de todo esse universo incrível e surreal, somos iniciados de forma comum numa história bem realista e próxima ao que podemos ver com nossos olhos, mas ao decorrer da história somos colocados numa história que mescla o irreal e o crível, temos seres humanos bem complexos e bem desenvolvidos numa história cheia de momentos fantasiosos.

Yeon Joo é uma protagonista que pra mim não é carismática mas seu desenvolvimento é tão bem feito que acabei aceitando a personagem e até me apegando um pouco a ela haha, mais do que imaginei que me apegaria inicialmente, ela é forte a seu modo e demonstra uma resiliência enorme, me imagino na mesma situação que ela e não sei se seria tão paciente assim.  Kang Chul tem todo meu amor nesse dorama, o personagem é não só carismático, bem pé no chão, diferente do que costuma ocorrer no mito do herói, ele não é apenas um cara bonito que salva a mocinha que ama, ele é inteligente.

O drama é bem dosado em tudo, tanto na criação do vilão anti-herói quanto no romance do casal, e mesmo tendo mais cenas de beijos do que todos outros doramas que já assisti na vida, nada é forçado demais, nem enrolado demais e a química entre eles perpassa a tela e faz com que a pessoa do outro lado sinta que está realmente vendo o surgimento real de um casal real como muitos que vemos nas ruas.

Eu gostei bastante da forma como o diretor trouxe a imagem do vilão sem dar a ele uma objetificação ou uma imagem concreta, e mesmo a simbologia do mal e do bem sendo bem clara no drama, a interpretação individual também pode dar a ‘’moral’’ da história uma visão diferente.

W- Two Worlds foi um dos primeiros doramas que assisti nesse estilo mais fantasioso e não me arrependo, ele é muito bom, a história é de qualidade e me passou uma reflexão de que mesmo na nossa realidade podemos ter um pouco de fantasia.

Gostou desse dorama? Então se inscreve na nossa newsletter para acompanhar os próximos conteúdos.

Doramas 16ago • 2017

Oh My Venus é o dorama mais feminista que você vai conhecer!

 

Imagine um dorama que é engraçado, que tem personagens caricatos, amáveis, e em que a beleza por mais importante que seja, não é o mais importante do dorama, que na maioria dos episódios foca na saúde. E pra melhorar a personagem principal e todo o romance clichê que rola é na medida certa e tem um toque bem feminista, que por mais que seja comum pra gente, é algo bem revolucionário em alguns países orientais.

Joo Eun é uma advogada bem-sucedida que ama seu trabalho, mas sua vida tomou um rumo complemente diferente do que ela imaginou e por causa do excesso de trabalho ela ganhou muito peso durante os anos, e após perder o namorado Woo Shik que a deixou para se relacionar com sua antiga ex-amiga Soo Jin, ela acaba se afundando um pouco mais no trabalho e na alimentação desregrada. Após todo esse drama e encontro e desencontros com Young Ho ela acaba descobrindo que ele (Young Ho) é um famoso personal trainer que preocupado com a saúde de Eun a faz cuidar mais de sua alimentação e praticar exercícios físicos para que fique melhor de seu problema de saúde.

 

Pode parecer que contei demais do dorama, mas a maior graça dele não é saber tudo que contei e sim as situações que vão ocorrendo ao decorrer da história. Eun diferente do que vemos em outros dramas coreanos vai além de um par romântico, e isso é um dos fatos que torna esse drama incrível. Pra quem não sabe o padrão de beleza coreano é bem diferente do nosso, e ouso dizer que vai além do que vemos aqui no ocidente, nos sofremos com a ditadura do peso, mas em alguns países asiáticos como a Coréia, essa indústria comanda com mãos de ferro, de modo que boa parte da vida dos famosos é baseada em dietas mirabolantes.

A coreia é um país extremamente machista, bem mais do que aqui então imaginem minha surpresa ao acompanhar esse drama? Com personagens femininas dominando a história, decidindo suas vidas e cuidando antes de tudo de sua saúde ao invés da beleza. E não só isso mais também tendo posições de prestigio na área empresarial e sendo respeitadas de forma igualitária nesse ambiente. Eu amei acompanhar esse drama, ele é engraçado, delicado, cheio de críticas sociais (o que é raro em dramas) e claro tem várias conotações sexuais, que pra caso você não saiba é algo que não costuma acontecer já que o público alvo são adolescentes e conteúdo mais sexual não é bem permitido em TV aberta, por acharem que isso pode influenciar os jovens a agirem de forma descuidada com relação ao sexo, além de ser bem contrário a criação mais conversadora que predomina no país.

E senão bastassem mulheres fortes no poder, também temos o prazer de acompanhar duas personagens femininas que acabam reencontrando uma na outra uma nova forma de manter o respeito entre si. O dorama trabalha bem uma relação de amizade que mesmo com todos os problemas acaba se reestruturando de uma forma diferente, sem deixar aquela sensação de ”elas são inimigas” ou ”elas competem pelo mesmo cara”, cada uma evolui dentro de sua própria história, sem precisar passar por cima da outra. Oh My Venus  também consegue trabalhar muito bem alguns sistemas, mas pra mim o melhor foi o familiar, algumas famílias desestruturadas acabam se encontrando e formando uma nova, de forma sincera e empática, o que foi lindo de ver e acompanhar.

Oh My Venus é um avanço no quesito dramas, os personagens principais são tão apaixonantes quanto os secundários, que vão não somente completando a história como se tornam essenciais no conjunto de tudo, e o melhor, eles são bem desenvolvidos, você compreende seu início na história, ele se desenvolvem bem durante o meio e tem seus finais lindos e merecidíssmos, outro ponto positivo são as críticas do dorama mesmo que sutis ainda mostram um avanço muito bom em relação aos comportamentos e atitudes que estão mudando no mundo inteiro e que são importantes quando falamos de seres humanos e sociedade, e claro como não podia faltar O ROMANCE É MUITO FOFO E APAIXONANTE!

Gostou deste dorama? Então se inscreva na newsletter do blog para acompanhar os próximos conteúdos.

Doramas Mangás & Animes Séries & TV 20mar • 2017

Doramas que você precisa (deve) assistir!

Heey pessoas como vão?

Um tempinho atrás, nesse post aqui, eu comentei um pouco sobre o que são os doramas. Que são basicamente as novelas orientais lembram? Não são somente isso mas em resumo é haha. Pois então, hoje eu vim indicar 5 doramas lindos, maravilhosos e amadinhos que fizeram e fazem parte da minha rotina de viciada.

Oh My Venus

Foi o segundo dorama que assisti na vida – pelo que me lembro,  a memória aqui falha sabe? Anyway. Oh My Venus é um dorama um pouco diferente dos demais porque o foco não é exatamente no cara ou no romance, mas sim na personagem feminina e as mudanças em sua vida. O dorama é incrível, faz a gente dar boas risadas, se apaixonar pelos oppas lindos, fofos e de corpos esculturais e de quebra tem aquele romance sutil e super meigo mas também deixa aquela mensagem de beleza não é tudo e ‘’viva as mulheres’’, o que pra quem acompanha e sabe do contexto coreano é algo realmente inovador e  que vai além da cultura que tem muito esse foco no padrão de beleza.

Cinderella and Four Knights

Imagine um dorama que é quase releitura de Cinderela, então, é basicamente isso mesmo. O clichê de mocinha trabalhadora e humilde com caras ricos já é de praxe, mas a questão toda aqui é como ela lida com os 3 riquinhos, gente que personagem maravilhosa, ela pode ser de família pobre e sofrer muito mas não abaixa a cabeça pra ninguém e põe os três em ordem, e isso é hilário em várias cenas. Eu como boa boba me apaixonei loucamente por um deles, o mais mimado, mas gente é impossível não amar ela, não amar eles e não amar a história. A OST (que nada mais é do que a trilha sonora) do dorama é linda, combina com a ambientação, a fotografia é maravilhosa e as reviravoltas são o choque da vida.

Moon Lovers: Scarlet Heart Ryeo

Esse é o dorama da ilusão e da fé, porque é isso que ele causa na gente, se você conhece a história, sabe que vai dar merda mas você se ilude (porque é a vida né?), o dorama te ilude, você tem fé de que vai dar certo, mas ai chega as tragédias, as reviravoltas, você segura o choro, vem aquela música e você desaba. E o choro permanece contigo mesmo depois do fim, mas você não larga, porque mesmo na merda você tem esperanças.

O dorama conta a história de uma garota que ao cair em um lago se afoga e acaba acordando na Era Goryeo, sim caros leitores, na dinastia com príncipes lindos, castelos, guerras de espadas e etc. Então imaginem que coisa linda aquelas roupas maravilhosas, aquela ambientação digna de oscar, mas como eu disse, não se iluda, você vai secar de tanto chorar.

School 2013

Foi nesse dorama que conheci meus coreanos favoritos da vida, foi amor a primeira vez. Nesse dorama não a romance, a um bromance. A história é sobre vários alunos de uma classe, suas vidas, seus dramas, dificuldades fora e dentro do colégio. O foco maior é nos professores e em dois alunos específicos – os que eu me apaixonei haha.

A questão nesse dorama é a amizade entre os dois e como eles vão superando isso juntos e o quanto essa amizade pode ser forte. Pode ser meio estranho no inicio porque a amizade entre homens na Coreia é menos preconceituosa (digamos assim) do que aqui no Brasil, mas não entendam errado, é amizade mesmo e o nível de lealdade e companheirismo é lindo de ver.

Strong Woman Do Bong Soon

O meu mais recente amor, o dorama conta a história de uma menina que nasceu superforte, assim como todas as outras gerações de mulheres da sua família, porém ela deve esconder esse poder, porque se usar de forma indevida pode perder ele e ainda ter alguma consequência bem ruim.

O dorama ainda está no ar, logo ainda não o assisti todo, mas to amando muito, a personagem feminina não é apenas forte fisicamente, mas também de personalidade, decidida e muito determinada e mesmo com o destino sacaneando ela dá um jeito, se defende sozinha e claro, defende o bofe lindo e fofo ❤ haha. E como sempre já prevejo o destino decidindo o romance e espero que ele decida a favor do meu shippe. A Bong Soon (personagem principal) é uma fofura, super meiga e sonhadora, amo/sou ela. E pasmem, ela é o principe de cavalo branco que salva as pessoas *o*

Gostaram das indicações? São todos lindos e apaixonantes e você DEVE assistir todos ou ao menos um só!

Doramas 23fev • 2017

Vamos falar sobre Doramas?

Heey como vão nerds?

Não sei se muitos sabem e creio que não, mas sou viciada em Doramas desde 2015, quando uma amiga resolveu ferrar comigo e me apresentar esse vicio. Mas vamos lá, o que são doramas? São como novelas curtas transmitidas normalmente pela TV e muito comuns pros asiáticos.

dorama

Cada nação ali do oriente tem o seus doramas. O dramas Coreanos são chamados de K-Dramas que são o que eu gosto e amo loucamente de assistir, mas existem também os J-Dramas (Dramas japoneses), C-Dramas (Dramas Chineses) e os TW-Dramas (Dramas Tailandeses), esses são os mais comuns e conhecidos.

Eu inicie esse meu vicio de dorameira pelos K-dramas e são os únicos que assisto porque gente, impossível não se apaixonar por aqueles bofes haha. Normalmente os dramas tratam de vários assuntos e existem de diversos gêneros. Normalmente são todos fofos e meigos, com personagens e casais que te fazem se apaixonar, porém eles tem o dom de FERRAR COM SEU EMOCIONAL!

Normalmente eles são curtinhos no quesito episódios, variando entre 16 e 20 episódios normalmente, PORÉM, porque sempre tem o, porém né? Haha, eles são longos com cerca de uma hora CADA. Eu sei é meio longuinho mas calma que você se entretém tanto que quando acaba fica chocada e ansiosa pro próximo. É tanto personagem fofo, tanta treta e reviravolta que você nem vê o tempo passar e quando nota são cinco horas da madrugada. Eu sou iniciante nesse negócio de doramas, mas o nível de vicio é tão ultra hard que se parar pra analisar já sou quase expert.

Os personagens dos doramas diferente do que vemos nas novelas daqui são na minha opinião, melhores construídos, é difícil você prever o que o vilão vai fazer, e isso é maravilhoso, mas infelizmente você ainda passa raiva com a mocinha bobinha que parece uma jumenta que não raciocina sobre as consequências do que faz, mas okey, aceitamos porque aprendemos a ama-la e não conseguimos largar. Tudo neles e com eles é intenso demais e complicado demais, e cada cena pode ser um tiro na sua cara, e ou você se desmancha em lágrimas ou fica fula da vida e quer socar alguém e normalmente esse alguém não é o vilão.

Sempre dizem que a música é a alma do negócio e nos doramas elas são 70% de tudo que você sente e como você sente, então acreditem, é raro você não terminar um dorama e não ir atrás da OST dele, porque olha, é muita música boa, fofa, maravilhosa. Elas influenciam demais nos nossos sentimentos, se você começar uma cena triste e vier uma musiquinha corra, porque você vai secar de tanto chorar. Maaas nem tudo são flores, porque na cultura de muitos países asiáticos a coisa com a sexualidade flui diferente daqui então não espere beijões ou cenas bem mais hots porque você pode se decepcionar…um pouquinho. Mas acreditem em mim, eles te pegam de jeito, você vicia e pra largar só na base da greve ou da viagem pra um local sem internet, porque sem isso fica impossível fugir desse vicio.

Vocês já conheciam os doramas? Já tinha ouvido falar? Se tiver curioso fuça lá na netflix, tem vários, e pra inicio indico Boys Over Flowers e Descendants Of the Sun (esse ainda não assisti mas é amado demais pelas dorameiras de plantão. Não tem netflix? Calma que resolvo seu problema, clique aqui e usufrua do K-drama Oh My Venus, um dos melhores que já vi na vida e Cinderella and four Knights, um dos melhores que assisti em 2016, mas claro que a outros bons lá, só pra começar com seu vicio. Se quiserem saber mais comentem aqui que eu amarei responder e dar dicas \o/

Siga o @laoliphantblogInstagram