La Oliphant

La Oliphant

Séries & TV

Você não sabe o quanto precisa assistir Pitch

Débora Costa
19 de novembro de 2016 19/11/2016 0 Comentários

serie-pitch

Se você ainda não ouviu falar de Pitch ou não acompanhou o burburinho que a série causou na internet, então você ainda não tem consciência da importância que essa série tem para todos os assuntos que estamos abordando nos dias atuais, principalmente quando se trata de feminismo. Como uma pessoa que tem buscado cada vez mais se envolver com esses assuntos, acho que é muito importante compartilhar com os leitores do blog o porquê de ser tão importante que você assista essa série o mais rápido possível.

Pitch conta a história de Ginny Baker (Kylie Bunbury) a primeira mulher a conseguir jogar na liga principal de Baseball pelo time San Diego Padres. Depois de passar anos jogando com times menores, Ginny finalmente chama a atenção dos times da liga principal e, junto com sua agente Amelia, personagem de Ali Larter, ela começa a dar os primeiros passos para realizar seu sonho. O problema é que quando se é a primeira mulher a entrar para os times principais, toda atenção se volta para você, e com isso Ginny precisa enfrentar toda a pressão de estar sob os olhos do mundo o tempo todo.

serie-pitch-01

A série explora todo o tipo de assunto ao longo dos poucos episódios que já foram exibidos. O primeiro deles, e o que eu mais gostei até agora, é a relação que Ginny cria com o seu novo time. Assim que ela é escalada para o San Diego Padres, os homens do grupo ficam um pouco receosos com a sua presença, não acreditando que ela seja capaz – e talentosa o suficiente – para conseguir levantar o time.

Os criadores da série consideraram todos os aspectos do enredo, criando um ambiente realista, onde você realmente consegue se identificar com as reações do público e das próprias pessoas envolvidas com a ascensão de Ginny. É quase como se a série realmente fosse o mundo real, e aquilo realmente estivesse acontecendo. Além disso, a série conseguiu uma licença da liga oficial de baseball que permite que eles utilizem os uniformes originais do time nas gravações.

serie-pitch-02

O grande destaque de “Pitch” é que a série não foi criada para te dar mais um drama comum, com enredos clichés e acontecimentos previsíveis. Pelo contrário, a série busca explorar seus pontos fortes e fracos em cada episódio, não colocando Ginny no centro das atenções como uma personagem perfeita, mas sim uma mulher que precisa treinar muito mais do que os seus outros colegas de time para se mostrar capaz de ocupar a posição que ocupa.

Eu gosto como Pitch utiliza toda a situação para mostrar como ser uma mulher, invadindo um ambiente totalmente masculino, é complicado e não só focando na Ginny, mas também na sua agente, Amelia, que assim como ela está entrando num mundo que ela não conhece, simplesmente para transformar a Ginny em uma das maiores jogadoras de Baseball da história. O enredo fala muito de como as mulheres são tratadas de forma diferente em determinados ambientes e, principalmente, em como a cultura do estupro ainda está muito enraizada na nossa sociedade.

A série tem um enredo que não tem medo de explorar todo o tipo de assunto, indo de estupro e assédio, para vazamento de fotos na internet e como as pessoas veem as mulheres de uma forma diferente, mesmo que elas não percebam que estão fazendo isso. Pitch é uma representação muito boa do mundo feminino e de como é complicado você ser uma mulher, não querendo fazer o trabalho de um homem, mas apenas desejando realizar seu próprio sonho.

Débora Costa

Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Geminiana. Escritora de romances nas horas vagas, mas viciada em séries no dia a dia. Publicitária hiperativa de 9h às 18h. Tem Oasis em todas as suas trilhas sonoras literárias. Prefere o Goodreads ao Skoob. A maluca dos romances de época que ainda vai escrever um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

O Príncipe Corvo
Elizabeth Hoyt

Compre com desconto

@laoliphantblog

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Paac Rodrigues

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos