La Oliphant

La Oliphant

Resenhas

Vermelho como Sangue por Salla Simukka

O livro no Skoob e no Goodreads.

Editora: Novo Conceito
Ano de Publicação: 2014
1º livro da série Branca de Neve
Número de Páginas: 240
Código ISBN: 9788581635804

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a Editora para resenha.

Comprar: Submarino | Livraria Cultura | Livraria Saraiva | Amazon


Sinopse: No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue. Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos. Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios. Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.

Amanda Roberto
03 de abril de 2017 03/04/2017 9 Comentários

Vermelho como Sangue é um romance policial nórdico, escrito pela premiada Salla Simukka e faz parte da série Branca de Neve. Apesar de ser direcionado para o público mais jovem, Vermelho como Sangue pode também ser uma boa leitura para os adultos.

Narrado em terceira pessoa, Vermelho como Sangue tem como personagem principal a misteriosa Lumikki Andersson. Lumikki é uma adolescente de dezessete anos que estuda numa escola de arte de grande prestígio na Finlândia. Com uma história de vida misteriosa, Lumikki segue uma rotina discreta, sem amigos, festas ou outras coisas comuns para sua idade. No entanto tudo isso muda quando ela encontra, na sala de fotografia, várias notas de quinhentos euros sujas de sangue.

Apesar de se direcionado ao público jovem, Vermelho como Sangue não esconde o lado sombrio nem mascara as personalidades das personagens. Sua história envolvente e intrigante é “baseada” no famoso Branca de Neve, sem necessariamente utilizar a estrutura de um conto de fadas.

Lumikki, que é Branca de Neve em Finlandês, passa longe da mocinha da fábula. Decidida, corajosa e antissocial, ela carrega junto as dores de uma infância sofrida e traumática. A vida passada da personagem é mostrada em flashes durante a trama, como se fosse um filme.

Ao começar a ler Vermelho como Sangue, eu sentia que a história passava bem perto da realidade. A máfia, as mortes e o drama do primeiro capítulo, faz com que o enredo pareça um “filme biográfico”. No entanto, no decorrer da trama comecei a notar algumas características clichês nas personagens. Lumikki é muito desenvolvida para uma adolescente (só falta ter uns poderes mutantes) e seus colegas de escola são tão clichês (descolado, patricinha, arruaceiro, lerdo,…), que você já começa a descobrir como será o final.

Apesar das críticas negativas, Vermelho como Sangue me pegou um pouco de surpresa pois eu não esperava uma narrativa tão boa. A organização dos capítulos por datas possibilita que a cronologia seja acompanhada pelo leitor, sem aquela confusão tão comum nos romances policiais. Além disso, ele captou a minha atenção e despertou sempre uma curiosidade para o próximo capítulo.

Apesar de não ser fã de excesso de detalhes, a falta de explicação em momentos importantes me deixou um pouco irritada. No entanto, alguns pontos não foram expostos propositalmente, o que despertou uma vontade de correr para o próximo livro e matar logo a curiosidade. Apesar do instinto louco de devorar o livro, indico que você se atenha às particularidades de Vermelho como Sangue. Vale super a pena a leitura, mas já separe um espaço no seu cronograma para mais dois exemplares da série.

Gostou da resenha? Curta nossa página do Facebook para acompanhar as novidades do blog!

Amanda Roberto

Carioca, apaixonada pelo Rio e dona de uma personalidade bem eclética. Aficionada em Thriller, Terror, Romances policiais, Romances históricos e um tanto de outros gêneros que nem sei classificar. Adoro contar e ouvir histórias, e sonho em um dia colocar todas elas em um livro. Um dia perfeito? Eu, um livro, uma praia deserta e uns bons petiscos (sem comida não dá).

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de Steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

A Guerra Que Salvou a Minha Vida
Kimberly Brubaker Bradley

Leia o 1° Capítulo

Descontos La Oliphant

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Amanda Roberto

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos