Resenhas 05fev • 2018

Senhor das Sombraspor Cassandra Clare

O livro no Skoob e no Goodreads.

Título Original: Lord of Shadows
Gênero do Livro: Fantasia, Young Adult, Romance
Editora: Galera Record
Ano de Publicação: 2017
2º livro da série Os Artifícios das Trevas
Número de Páginas: 602
Código ISBN: 9788501401076

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: SubmarinoLivraria CulturaAmazon

Sinopse: A ensolarada Los Angeles pode ser um lugar sombrio na continuação de Dama da Meia-Noite, de Cassandra Clare. Emma Carstairs finalmente conseguiu vingar a morte dos pais e pensou que com isso estaria em paz. Mas se tem uma coisa que ela não encontrou foi tranquilidade. Dividida entre o amor que sente pelo seu parabatai Julian e a vontade de protegê-lo das graves consequências que um relacionamento entre os dois pode trazer, ela começa a namorar Mark Blackthorn, irmão de Julian. Mark, por sua vez, passou os últimos cinco anos preso no Reino das Fadas e não sabe se um dia voltará a ser o Caçador de Sombras que já foi. Como se não bastasse, as cortes das fadas estão em polvorosa. O Rei Unseelie está farto da Paz Fria e decidido a não mais ceder às exigências dos Nephlim. Presos entre as exigências das fadas e as leis da Clave, Emma, Julian e Mark devem encontrar um modo de proteger tudo aquilo que mais amam — juntos e antes que seja tarde.

É praticamente impossível falar dos livros mais novos da Cassandra Clare sem entregar nenhum spoiler dos outros livros dela. Afinal de contas, Senhor das Sombras é o décimo primeiro livro dentro do universo dos Caçadores de Sombras (sem contar com os 2 livros de contos e o Códex dos Caçadores de Sombras, é muito livro, gente), então se você não quer saber detalhes dos outros livros da série, talvez seja melhor parar de ler essa resenha por aqui. Mas se você já é veterano no universo dos livros da Cassandra Clare, ou se não liga para spoilers, fico muito feliz em te contar exatamente porque Senhor das Sombras manteve o nível que Dama da Meia Noite estabeleceu.

Senhor das Sombras continua a história de Emma Carstairs, Julian Blackthorn e os outros moradores do Instituto de Los Angeles. Emma e Julian precisam lidar com o fato de que os sentimentos que tem um pelo outro não são apenas proibidos, mas também podem levar a destruição dos dois. A única solução para este problema é o Volume Negro dos Mortos, um livro de magia negra de terrível poder cujo paradeiro é desconhecido. Além disso, a relação entre Nefilins e membro do submundo se torna cada vez mais tensa, surge um grupo de Caçadores de Sombras movidos pelo ódio contra qualquer um que viole os Acordos.

Eu sou fã assumido dos livros da Cassandra Clare, e essa trilogia só está confirmando as opiniões que eu já tinha sobre as histórias dela. A vantagem que esses livros tem é que se você já leu todos os outros livros da série (e eu li), você já conhece muita coisa sobre o universo e os elementos dele. Então a autora não precisa gastar muito tempo explicando como o mundo funciona e pode se concentrar bem mais no desenvolvimento dos personagens e na exploração dos relacionamentos entre eles, além de se aprofundar mais em aspectos políticos e sociais do mundo dos Nefilim.

“- O que é que está acontecendo agora? – Mark quis saber. – A crise não acabou?
– Somos Caçadores de Sombras – disse Jace. – Você vai ver que a crise nunca acaba.”

Senhor das Sombras se arrisca em alguns pontos que eu não costumo ver em livros YA, como apresentando personagens explicitamente identificados como sendo parte de minorias, como por exemplo um personagem autista e uma personagem trans. Eu comentei com a Débora que autores como a Cassandra Clare e o Rick Riordan tem essa liberdade de se arriscarem em temas mais complexos porque sabem que o público deles é fiel, e é sempre muito bom ver uma autora tão popular mostrando esse tipo de representação. Eu realmente espero que outros autores sigam esse exemplo.

Outra coisa que Senhor das Sombras faz muito bem é subverter algumas das expectativas que eu tinha em relação aos clichês de livros YA. Um dos poucos pontos que Dama da Meia Noite teve que me desagradou é que ele utiliza aquele clichê cansado em que um personagem esconde alguma informação de outro para protegê-lo. Senhor das Sombras resolve esse problema e vários outros da forma mais simples possível: Os personagens conversam abertamente sobre os problemas e encontram possíveis soluções. Eu gostaria muito de ver mais personagens em livros tendo diálogos mais abertos, isso resolveria tanta coisa.

“ – Você acha que anjos são suave – disse Julian.- São tudo, menos isso. Eles trazem justiça com sangue e fogo celestial. Se vingam com punhos e ferro. A glória é tanta que queimaria seus olhos se você olhasse para ela. É uma glória fria e brutal.”

Os personagens de Senhor das Sombras continuam sendo ótimos. A falta de comunicação entre Emma e Julian me incomodar um pouco, mas isso acaba sendo resolvido ao longo do livro. Senhor das Sombras dá mais foco para os outros personagens como Mark, Cristina, Kit, Ty e Livvy, e até mesmo Diana. Apesar de Emma e Julian serem tecnicamente os protagonistas, Senhor da Sombras é mais uma prova de que a Cassandra Clare é muito boa em criar elencos repletos de personagens interessantes. Não tem nenhum momento do livro em que eu posso dizer que perdi o interesse em nenhum deles.

Senhor das Sombras continua a exploração de um tema que vem sendo presente em todos os livros da Cassandra Clare: a corrupção e o ódio que existe dentro da Clave. Com a introdução de personagens que representam uma parte da Clave muito mais aberta em relação ao preconceito com os membros do submundo, a autora faz uma alegoria muito clara com grupos neonazistas, até mesmo levando a uma comparação direta pela parte de Kit, que é o personagem mais familiarizado com história mundana. É interessante ver como esse tipo de preconceito se manifesta em diferentes formas dentro da sociedade Nefilim, e é ótimo ver os personagens principais sendo totalmente contra esse tipo de mentalidade.

No geral, Senhor das Sombras é mais um livro ótimo da Cassandra Clare. Ele dá continuidade a história dos Caçadores de Sombras, e aumenta ainda mais a tenção que existe entre os personagens. O problema é que eu nunca consigo definir exatamente como vender os livros da Cassandra Clare para vocês. Quem não leu nenhum livro dela provavelmente não vai ter animo de acompanhar uma série de mais de 10 livros, e quem já conhece a série provavelmente já tem planos de ler esse livro. A única coisa que eu posso falar é que essa trilogia ainda não me decepcionou e já estou aguardando ansiosamente o próximo livro.

Não esqueça de se inscrever para participar do nosso top comentarista do mês, tá?

Vinicius Fagundes ver todos os artigos
24 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

12 Comentários

  • Daiane Araújo
    18 fev 2018

    Oi, Vinicius.

    Com certeza o futuro da Emma e do Julian está, de certa forma, nas “mãos” desse tal, livro que poderá explicar o surgimento de vários fatores!

  • Eu ainda não li nenhum livro da Cassandra, mas confesso que a premissa da série me atrai bastante, e eu só leio coisas positivas sobre história e escrita também, o que me deixa ainda mais curiosa. Meu único problema seria o que tu citou, realmente: o tamanho da série de livros. Acho que no momento não tenho muito tempo disponível pra uma série tão longa, mas eles vão continua na lista. Eu curto muito o modo como ela desenvolve uma gama grande de personagens sem deixar nenhum de lado, sem construir nenhum deles de modo incompleto. Isso é extremamente difícil de se conseguir, e ela faz com maestria. O universo criado pela autora é vasto e complexo também, o que é um ponto muito positivo no meu ponto de vista. Assim que sobrar um espacinho na agenda, vou começar a leitura, e provavelmente gostar tanto que não vou conseguir parar.

  • Bianca Melo
    15 fev 2018

    Nossa, faz tanto tempo que não leio nada da Cassandra. Li Os instrumentos mortais e isso já faz uns dois anos. Infelizmente ainda não encontrei um tempo pra encaixar Os artifícios das trevas nas minhas leituras – o que hoje faz com que eu me arrependa de não ter encaixado assim que o livro foi lançado kkkkkk. Mas amei a resenha, ela me estimulou ainda mais a tentar pôr essa série como uma das minhas metas do ano.

  • Michelli Prado
    12 fev 2018

    Faço parte da turma que esta perdido no tempo….Ainda não LI NADA, mas é mais por que foi surgindo e surgindo livro, quando vi deixei para depois. Não li nenhum dos livros, mas quero começar a ler este ano, pois apesar de já ter 10 livros é uma série super elogiada e isso deixa a gente curioso para poder ler.

  • Cássia Adriane Lessa
    08 fev 2018

    Ainda não li nenhum livro dessa série, então parei lá no início da resenha mesmo rs, pela sinopse para ser uma fantasia bem envolvente, se a história é bem construída, tem tudo para ser uma ótima leitura!

  • Catarine Heiter
    07 fev 2018

    Não sou uma grande fã de séries… não tenho muito tempo, tenho uma lista enorme de livros que quero ler e morro de medo de me decepcionar com algum livro no meio da jornada.. Esta série tem mais de 10 livros??!! Sem chances para mim. Vou ficar para trás sem dó.

  • Oi Débora! Tenho um bloqueio enorme com os livros da Cassandra Clare, fui tentar ler Cidade dos Ossos e não consegui passar do primeiro capítulo, depois fui assistir o filme do mesmo livro e foi ruim também. Ou seja, acabei bloqueando em relação a escrita dela. APesar de ter ótimas premissas, não consigo ir em frente, beijos!

  • Alison de Jesus
    07 fev 2018

    Olá, sou fã dos universo das sombra de Cassandra Clare e essa trilogia figura o topo da minha lista de desejados. É bom saber que de um livro para o outro a autora decidiu mudar um pouco a estratégia de escrita, usando uma objetividade muito apreciada pelos leitores. Beijos.

  • Aléxia Macêdo
    06 fev 2018

    Eu tenho um sério problema de começar os livros da Clare e nao terminar a série, li os dois primeiros de Instrumentos, nao li mais nada; li o primeiro de peças infernais e parei ali. Embora eu esteja mega interessada nessa série também, acho que vou fazer um voto para só começa-la depois que eu terminar ou IM ou PI.

    Agora vou confessar: a capa desse eu achei bem feinha, comparado com a de todos os outros dela…

  • Sarah Augusto
    05 fev 2018

    Preciso admitir que li somente a saga de instrumentos mortais e me sinto culpada até hoje! Eu devorei os livros muito rápido e fiquei esperando o último, mas até lá tudo ficou tão corrido e eu acho que esses livros merecem que eu os fisicamente…..
    Estou me programando para esse ano voltar a ler sobre o mundo dos meus lindo caçadores das sombras, principalmente depois de tantos elogios uiashdiuahsiud

  • Lynn Prado
    05 fev 2018

    Ooi Débora, amo esse universo, Instrumentos mortais e As Peças Infernais
    são duas das minhas séries de livros preferidas da vida.
    Infelizmente ainda não consegui ler Dama da Meia Noite, mas sinto muita vontade. Acho interessante também ver como esse tipo de preconceito se manifesta na sociedade Nefilim.
    Bjs

  • Vitória Pantielly
    05 fev 2018

    Oi Débora!
    Então, também sou apaixonada pelos livros da Cassandra, esse universo todo que ela criou me encanta em todos os detalhes, confesso que ainda não li nenhum fora do “Os instrumentos mortais” e “As peças infernais” porque me apeguei mto aos personagens, mas esse novo livro está nos meus desejados. Mesmo mantendo um pouco do clichê do que acontece na clave, todos tem um enredo mto bom.
    Beijos

  • Siga o @laoliphantblogInstagram