La Oliphant

La Oliphant

Resenhas

O Segredo de Heap House por Edward Carey

O livro no Skoob e no Goodreads.

Editora: Bertrand Brasil
Ano de Publicação: 2017
1º livro da série Crônicas da Família Iremonger
Número de Páginas: 384
Código ISBN: 8528617785

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a Editora para resenha.

Comprar: Submarino | Livraria Cultura | Livraria Saraiva | Amazon |


Sinopse: Um livro espetacularmente esquisito, cheio de magia, humor astuto e personagens melancólicos e bizarros. Clod é um Iremonger. Ele vive nos Cúmulos, um vasto mar de itens perdidos e descartados coletados em Londres. No centro dos Cúmulos está Heap House, um quebra-cabeça de casas, castelos, cômodos e mistérios recuperados da cidade e transformados em um labirinto vivo de escadas e criaturas rastejantes. Uma tempestade está se formando sobre Heap House. Os Iremonger estão inquietos, e os objetos falantes estão gritando cada vez mais alto. Os segredos que mantêm a casa em pé começam a vir à tona para revelar uma verdade sombria capaz de destruir o mundo de Clod. Tudo, porém, começa a mudar quando ele encontra Lucy Pennant, uma órfã rebelde recém-chegada da cidade.

Vinicius Fagundes
21 de setembro de 2017 21/09/2017 1 Comentário

O Segredo de Heap House foi uma leitura, digamos assim, peculiar. Eu venho remoendo essa leitura em alguns dias e ainda não sei dizer se gostei ou não desse livro. Quer dizer, eu gostei, mas não sei dizer o quanto. A capa descreve o livro como sendo uma mistura de Charles Dickens com Lemony Snicket e isso é uma descrição bastante precisa, mas não sei se Heap House é um livro que eu recomendaria pra qualquer pessoa.

O Segredo de Heap House conta a história da misteriosa família Iremonger, a família mais rica de Londres que reside em Heap House, uma mansão gigantesca localizada no meio dos Cúmulos, um oceano de objetos perdidos e descartados. A família Iremonger tem diversas tradições excêntricas, por exemplo a tradição que todo Iremonger recebe um objeto de nascença, ou a de que um Iremonger só tem o direito de usar calças compridas depois de se casar. O protagonista do livro, Clod, é um Iremonger ainda mais estranho que os outros, pois possui uma habilidade incomum: Consegue ouvir os objetos falarem. A vida de Clod dentro de Heap House se torna ainda mais confusa com a chegada de Lucy, uma jovem criada rebelde que se recusa a se encaixar dentro das regras dos Iremonger.

Vamos começar pela narração. O estilo narrativo de O Segredo de Heap House é bem diferente, bem estilizado. É o tipo de narração que, se você gosta, vai amar. Se não, a leitura pode acabar ficando bem cansativo. Eu acabei me encaixando no meio termo, hora eu estava gostando bastante, outra eu estava ficando sem paciência pra continuar lendo. Mas apesar de algumas partes serem um pouco chatinhas, o livro em geral é bem divertido, e a escrita passa muito bem a atmosfera esquisita de Heap House. Me lembrou muito a sensação dos cenários dos filmes do Tim Burton.

O plot do livro é bem interessante, e o mistério do que está acontecendo dentro de Heap House é muito bem desenvolvido. Eu realmente me envolvi na história, e foi por isso que eu acabei me irritando um pouco com a escrita em certos pontos. O livro caminhando pra uma direção super legal e a narração parando para esticar as frases, para manter aquele estilo de narrativa. O flow do livro teria sido melhor se essas partes mais chatinhas fossem retrabalhadas, mas acho que talvez assim a história perderia um pouco do seu toque característico. Questão complicada, essa.

Clod e Lucy dividem a narração e o papel de protagonista, e eles foram as minhas partes favoritas do livro. Tanto Clod quanto Lucy foram protagonistas muito divertidos de acompanhar. Foi muito divertido conhecer as entranhas de Heap House através dos olhos de Lucy, e também conhecer os membros estranhos da família Iremonger com quem Clod interage. E apesar de eles terem poucas cenas juntos, os diálogos dos dois realmente me passaram a química que eles tem. Eu teria gostado de ver mais interação entre eles, mas o pouco que o livro mostra já me vendeu completamente a amizade deles.

O final do livro foi o que mais me impressionou. Como eu já falei, o livro tem suas partes mais chatas, e o meio do livro chegou a ser um pouco tedioso. Mas chegando mais perto do final, a história realmente entrou em um ritmo muito legal. O livro conseguiu construir um final que me deixou muito curioso para ler a continuação, e fez isso sem parecer aqueles livros que simplesmente enfiam qualquer detalhe no final do livro para levar a uma sequencia. Se o meio do livro fosse mais como o final, ele teria sido bem mais fácil de ler.

Mas no geral, O Segredo de Heap House foi uma leitura bem legal. Um enredo divertido, personagens bem construídos, e um final que me deixou louco pra ler o próximo livro, mas que infelizmente perde alguns pontos pela narrativa um pouco cansativa, que apesar de carregar aquele estilo característico do livro muito bem, também torna a leitura mais tediosa do que poderia ser. Não sei se é um livro que eu recomendaria para todo mundo porque nem todo mundo vai ter a paciência de aguentar a narração, mas se você for paciente, vai encontrar uma história muito legal.

Gostou da resenha? Então se inscreve na newsletter do blog para acompanhar os próximos conteúdos!

Vinicius Fagundes

23 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Geminiana. Escritora de romances nas horas vagas, mas viciada em séries no dia a dia. Publicitária hiperativa de 9h às 18h. Tem Oasis em todas as suas trilhas sonoras literárias. Prefere o Goodreads ao Skoob. A maluca dos romances de época que ainda vai escrever um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

O Príncipe Corvo
Elizabeth Hoyt

Compre com desconto

@laoliphantblog

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Paac Rodrigues

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos