La Oliphant

La Oliphant

Resenhas

As Primeiras Quinze Vidas de Harry August por Claire North

O livro no Skoob e no Goodreads.

Editora: Bertrand Brasil
Ano de Publicação: 2017
Número de Páginas: 448
Código ISBN: 8528621421

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a Editora para resenha.

Comprar: Submarino | Livraria Cultura | Livraria Saraiva | Amazon |


Sinopse: Harry está no leito de morte. Outra vez. Não importa o que faça ou que decisões tome: toda vez que ele morre, volta para onde começou; uma criança com a memória de todo o conhecimento de uma vida vivida diversas vezes. Nada nunca muda... até agora. Ele está perto da décima primeira morte quando uma garotinha de 7 anos se aproxima da cama: “Quase perdi você, doutor August. Eu preciso enviar uma mensagem de volta no tempo. O mundo está acabando, como sempre. Mas o fim está chegando cada vez mais rápido. Então, agora é com você.” Este livro conta a história do que Harry faz em seguida, do que fez antes, e do que faz para tentar salvar um passado inalterável e mudar um futuro inaceitável.

Vinicius Fagundes
06 de junho de 2017 06/06/2017 5 Comentários

As Primeiras Quinze Vidas de Harry August é um drama de ficção científico, escrito pela inglesa Claire North e publicado pela Bertrand Brasil em 2017. O livro conta a história de Harry August, um homem que vive em um eterno loop: quando chega o momento de sua morte, Harry volta para o ponto de seu nascimento, mas mantem todas as suas memórias. As vidas de Harry seguem quase sempre o mesmo roteiro, até que um dia, isso muda.

Mais uma vez no seu leito de morte, Harry recebe a visita de uma menina que lhe traz uma mensagem: o fim do mundo está chegando, cada vez mais rápido, e o futuro precisa que Harry determine o que está causando isso. Harry precisa então passar essa mensagem através do tempo para tentar alterar qualquer que seja o momento do passado que estaria causando esse fim do mundo.

Quando eu li a sinopse desse livro pela primeira vez, eu não consegui determinar exatamente qual tipo de livro ele seria. Ficção científica? Drama? Um romance histórico? E na verdade, ele é um pouco de cada um desses estilos, e mais um pouco. As Primeiras Quinze Vidas de Harry August foi o tipo de leitura que eu peguei sem saber o que esperar, e que acabou arrasando com todas as minhas expectativas. Não acho que seja exagero meu falar que esse talvez seja o melhor livro que eu li até agora em 2017.

O livro, que é narrado pelo próprio Harry, mostra muito bem como é para o personagem passa por esse loop eterno. O mais legal da situação de Harry é que por ter nascido no ano de 1919, e por em diversas de suas vidas, viver até os anos 2000, Harry testemunha as mudanças que o mundo passa naquele período, como por exemplo a Segunda Guerra Mundial. É muito interessante poder acompanhar junto com ele esses momentos tão importantes da história do nosso planeta.

A história em si começa um pouco devagar, contando exatamente como foram as primeiras vidas de Harry, e como ele reagiu ao fato de nascer outra vez. Não vou dar nenhum spoiler aqui, mas a história realmente começa a ficar interessante quando o livro realmente explora o que uma pessoa que vive nesse loop, chamada de kalachakra no livro, pode fazer. Depois desse momento, a história ganhou um peso bem maior e eu não consegui mais largar o livro porque tinha que saber o que ia acontecer.

O ponto mais forte do livro é a maneira que ele passa por diversos gêneros diferentes. O livro mistura o aspecto da viagem no tempo da ficção científica, dos momentos históricos de um livro de época, e os conflitos pessoas de uma história de drama. É o tipo de leitura que é difícil de classificar, mas que vale pra caramba recomendar pra todo mundo.

Pra resumir, As Primeiras Quinze Vidas de Harry August foi, sem dúvida, uma das minhas leituras favoritas desse ano. Apesar de um começo um pouco devagar, o livro conta com uma escrita maravilhosa, um enredo emocionante, e uma narração que nunca se torna cansativa, apesar de passar por praticamente séculos das vidas do personagem. O resultado é um livro que consegue se balancear muito bem entre vários gêneros literários diferentes e que eu não consegui largar enquanto não acabasse.

Eu gostaria de ver mais livros como As Primeiras Quinze Vidas de Harry August, livros que pegam um conceito interessante e exploram os diversos caminhos que ele pode tomar. Inclusive essa leitura só me deixou com muita vontade de ler os outros livros da Claire North. Quem sabe a Bertrand Brasil não traz os outros livros dela pra cá?

GOSTOU DA RESENHA? ENTÃO CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK PARA ACOMPANHAR AS NOVIDADES DO BLOG!

Vinicius Fagundes

23 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Geminiana. Escritora de romances nas horas vagas, mas viciada em séries no dia a dia. Publicitária hiperativa de 9h às 18h. Tem Oasis em todas as suas trilhas sonoras literárias. Prefere o Goodreads ao Skoob. A maluca dos romances de época que ainda vai escrever um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

O Príncipe Corvo
Elizabeth Hoyt

Compre com desconto

@laoliphantblog

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Paac Rodrigues

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos