La Oliphant

La Oliphant

Resenhas

O Livro de Sangue e Sombra por Robin Wasserman

O livro no Skoob e no Goodreads.

Editora: Fantástica
Ano de Publicação: 2017
Número de Páginas: 384
Código ISBN: 9788568263464

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: Livraria Saraiva | Amazon |


Sinopse: Quando tudo parecia caminhar bem, um atraso para um encontro muda a vida de Nora Kane para sempre. Seu melhor amigo, Chris, está morto; a namorada dele, Adriane, em estado catatônico; e Max, o príncipe encantado de Nora, desaparecido. Mas o que parecia um pesadelo ruim o suficiente, fica ainda pior quando Max se torna o principal suspeito do crime. Desesperada para provar a inocência do namorado, a jovem, que trabalha num projeto de pesquisa traduzindo antigos manuscritos do latim, segue a trilha de sangue sem se importar com o destino final. E ele vai levá-la dos Estados Unidos à histórica Praga, e ao centro de um enigma que inclui uma teia obscura de sociedades secretas movidas pela ambição de encontrar a Lumen Dei, uma misteriosa máquina que contém a receita para o conhecimento supremo e para a comunhão com o divino, e que estaria enterrada num manuscrito de centenas de anos.

Débora Costa
17 de junho de 2017 17/06/2017 10 Comentários

Tudo começou com O Livro. E depois disso acabou se tornando um dos melhores thrillers YA que eu poderia ter escolhido para ler. A verdade é que eu escolhi O Livro de Sangue e Sombra sem muitas expectativas de encontrar uma leitura que fosse me conquistar, afinal, eu não sou a maior fã de suspense policial que vocês vão encontrar na internet. Mas acho que esse é o grande “Q” de você dar uma chance a leituras que são fora da sua zona de conforto: você sempre pode se surpreender. E foi exatamente o que aconteceu comigo lendo esse livro. Os personagens eram maravilhosos, a escrita da autora fluía de uma forma incrível e o enredo eletrizante só fechava o pacote de uma ótima leitura.

Tudo começa com O Livro, quando Nora e seu amigo Chris, começam a trabalhar na tradução do mesmo. Não parecia ser algo muito complicado. Algumas horas depois da aula, créditos extras para a faculdade e ainda trabalhar com Latim, que era algo que ambos tinham facilidade. Porém, quando Chris simplesmente aparece morto, Nora começa a perceber que tudo aquilo não é mais uma brincadeira e que as cartas que ela vinha traduzindo escondiam muito mais segredos do que ela mesma poderia imaginar. Desesperada para descobrir o porquê da morte do amigo, ela parte em uma aventura onde as revelações possam ser ainda mais assustadoras do que ela estava esperando.

Eu nem sei como que eu começo a falar da escrita da Robin Wasserman. Me lembrou bastante de Dan Brown, ao mesmo tempo que me pareceu uma leitura muito mais agradável do que eu tive nos livros dele. Apesar de uma narrativa muito detalhada, carregada de palavras em latim e significados nas entrelinhas, O Livro de Sangue e Sombra tem um enredo que consegue fluir muito bem, e envolve no meio do mistério que gira em torno da personagem principal. Eu normalmente não me sinto presa a enredos desse tipo, mas este livro em particular conseguiu prender a minha atenção do início ao fim – eu simplesmente não conseguia mais largar essa leitura.

O primeiro ponto positivo é que a autora deixou o romance totalmente em segundo plano nessa história. Apesar da Nora ser uma adolescente, ter um namorado e estar envolvida em um triângulo amoroso com ele e a melhor amiga, o enredo de O Livro de Sangue e Sombra vai muito além dos dramas românticos da vida adolescente. A autora realmente foca no que está acontecendo a volta da personagem. Todo o instinto dela está voltado para entender as cartas, porque seu melhor amigo foi morto e o que há de tão importante para ser descoberto por ela e pelos amigos. Só isso já fez com que Robin ganhasse vários pontos comigo.

O enredo do livro é simplesmente fantástico. Totalmente Dan Brown para aqueles que simplesmente não tem saco para ler os livros do Dan Brown. Os personagens são inteligentes, muito bem construídos. A história tem suas reviravoltas nos momentos certos e toda a base história que precisamos para entender o contexto do universo do livro nos é dada ao longo do enredo, sem fazer com que a narrativa se arraste ou fique cansativa. Eu gostei muito de como a autora soube distribuir bem o suspense ao longo do livro, não focando a história apenas no plot principal, mas também apresentando pequenas tramas secundárias que contribuíam para que o enredo fluísse.

Nora foi uma personagem principal que eu consegui me apegar bastante. Como o livro é todo narrado do ponto de vista dela, é fácil de você se conectar com a personagem e entender como as coisas realmente aconteceram. A narrativa do livro em primeira pessoa foi muito importante para que a leitura de O Livro de Sangue e Sombra fosse tão boa como foi. Nora tem uma voz suave, é gostoso estar na cabeça dela porque, apesar de ela estar envolvida em coisas muito complicadas, ela continua sendo apenas Nora, e você consegue se colocar no lugar dela com facilidade.

O universo criado por Robin Wasserman não deixa nada a desejar. Apesar de eu ter achado que a autora poderia ter economizado um pouco na tradução das cartas, que ocuparam, às vezes, cinco páginas de um capítulo, o contexto histórico do livro estava muito bem trabalhado, e fazia com que todo o mistério do enredo soasse ainda mais interessante para o leitor. É simplesmente impossível você ler O Livro de Sangue e Sombra e não ficar curioso para entender o que é o Livro, o que está por trás das cartas e como é que a Nora se encaixa nisso tudo. Eu nem ao menos tinha percebido quando foi que eu comecei a devorar a história, sério. Um dia inteiro grudada nas páginas desse livro até concluir a leitura.

Eu nunca pensei que fosse realmente gostar de um thriller, sendo bem sincera. E se você é como eu e tem um certo tipo de resistência ao gênero, eu acho que O Livro de Sangue e Sombra pode ser um bom começo para que você saia da sua zona de conforto literária. Realmente funcionou para mim, eu estou completamente apaixonada pelo livro. Agora, se você já é fã do gênero e tem o plus de gostar de YA também, com certeza essa vai ser a leitura perfeita pra você.

Gostou da resenha?! Então não se esqueça de se inscrever na NEWSLETTER do blog para acompanhar as novidades!

Débora Costa

Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Geminiana. Escritora de romances nas horas vagas, mas viciada em séries no dia a dia. Publicitária hiperativa de 9h às 18h. Tem Oasis em todas as suas trilhas sonoras literárias. Prefere o Goodreads ao Skoob. A maluca dos romances de época que ainda vai escrever um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

O Príncipe Corvo
Elizabeth Hoyt

@laoliphantblog

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Paac Rodrigues

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Compre com desconto

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos