La Oliphant

La Oliphant

Resenhas

Levana por Marissa Meyer

O livro no Skoob e no Goodreads.

Editora: Rocco
Ano de Publicação: 2017
3.5º livro da série Crônicas Lunares
Número de Páginas: 256
Código ISBN: 8579803462

Obs: Este livro foi cedido em parceria com a editora para resenha.

Comprar: Submarino | Livraria Cultura | Livraria Saraiva | Amazon |


Sinopse: Quem é a verdadeira mulher por trás da fascinante vilã que perpassa as histórias de Cinder, Scarlet, Cress e Winter? Neste spin-off da série de contos de fadas futuristas Crônicas Lunares, a autora Marissa Meyer revela o passado e as motivações de Levana, a cruel rainha que sonha em governar o povo de Luna. Filha mais nova ofuscada pelo brilho e charme da verdadeira herdeira do trono, sua irmã Channary, Levana teve o rosto desfigurado por queimaduras na infância e aprendeu a se camuflar, manipulando todos a sua volta com uma beleza fictícia. Assim, conquistou à força o amor de Evret Hayle, por quem sempre foi apaixonada, tornando-se madrasta de Winter quando ele perdeu a esposa no parto da filha. E seu próximo passo é tomar o trono definitivamente.

Vinicius Fagundes
02 de agosto de 2017 02/08/2017 6 Comentários

Eu nunca sei o que falar quando eu gosto de um livro, mas ele não entrega exatamente o que eu estava esperando dele. Levana é um caso complicado porque, por mais que eu tenha gostado da leitura, eu não sei se necessariamente é um livro que você precise ler. Como já foi falado aqui algumas vezes, nós do La Oliphant adoramos as Crônicas Lunares, então quando Levana saiu, nós estávamos super ansiosos pra fazer essa leitura. Mas agora, após a leitura, a pergunta que fica na minha cabeça é “Será que a série precisava desse livro?”.

Levana é uma prequel das Crônicas Lunares, e ele se dedica a se aprofundar no passado da temida rainha Levana, a principal antagonista das Crônicas Lunares. Em Levana, vemos a vida da personagem como uma adolescente que vive na sombra de sua irmã Chanary, e acompanhamos os acontecimentos trágicos que a levaram a se tornar a malévola rainha do povo de Luna que ameaça a vida de Cinder, Scarlett, Luna e Winter nos livros das Crônicas Lunares.

Mas vamos começar pelas coisas boas. Levana é uma exploração muito interessante sobre uma personagem que até agora nos foi apresentada como sendo absolutamente do mal. Levana mostra o que exatamente ocorreu na vida de Levana que a levou a se tornar a tirana governante de Luna. Lendo esse livro, e vendo como foi a vida de Levana antes dos acontecimentos das Crônicas Lunares, é quase compreensível que ela tenha se tornado uma pessoa, digamos assim, complicada. Seria muito fácil para o livro tentar pintar Levana como uma personagem trágica e injustiçada (como outras sagas por aí fizeram com seus personagens).

Mas a melhor parte disso tudo é que o livro não tentar usar nada disso como justificativa para as ações dela. Ao longo do livro, Levana está completamente ciente de que tudo que ela faz é moralmente reprovável, mas ela descarta essas preocupações, afirmando que os fins justificam seus meios. Mas fica extremamente claro para o leitor que o livro em si não aprova essa justificativa e ele não deixa nenhuma dúvida de que Levana é completamente uma vilã. O que acontece na vida dela é terrível mas não apaga as coisas ruins que ela mesma faz, e isso acrescenta uma camada interessante para a personagem.

No que se trata dos personagens, Levana é definitivamente a estrela do livro. Os outros personagens como a irmã egoísta de Levana, Chanary e o bondoso guarda real Evret são apenas acessórios para a história dela. As interações com eles servem para nos mostrar lados diferentes da personalidade de Levana, e fazem isso muito bem (principalmente nas cenas que focam no relacionamento entre Levana e Evret), mas não são exatamente o que eu chamaria de personagens marcantes. No geral, Levana é dedicado inteiramente a nos apresentar a pessoa por trás da coroa e do glamour.

E a personagem de Levana é incrivelmente bem explorada nesse livro. Nós já conhecemos Levana como uma personagem fria, calculante e maléfica, mas em Levana, podemos vê-la como uma garota inteligente, ambiciosa e profundamente insegura. Não é exatamente o suficiente para nos fazer gostar dela (e nem deveria, afinal ela é a vilã da saga), mas é o bastante para nos fazer pensar em quem ela poderia ter sido se não tivesse se tornando na rainha de Luna. Acompanhar a transformação nos deixa com a sensação de que ela poderia ter sido uma rainha bastante competente se não pelas cicatrizes emocionais que carregou por toda sua vida.

A minha dúvida em relação a Levana é a seguinte: Seria Levana uma leitura obrigatória para os fãs das Crônicas Lunares? E no geral, eu diria que sim. Levana é uma exploração fascinante sobre uma das personagens mais marcantes da saga. É um ótimo acrescimo as Crônicas Lunares, mas não deveria ter sido o ultimo capitulo da saga. Eu recomendaria que os leitores sigam a ordem de publicação original e leiam Levana antes de lerem Winter, último livro das Crônicas Lunares. É possível deixar Levana para o final, mas dessa forma, você acrescenta um elemento novo ao plot da série.

Gostou dessa resenha? Então se inscreva na Newsletter do blog para acompanhar as novidades!

Vinicius Fagundes

24 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Geminiana. Escritora de romances nas horas vagas, mas viciada em séries no dia a dia. Publicitária hiperativa de 9h às 18h. Tem Oasis em todas as suas trilhas sonoras literárias. Prefere o Goodreads ao Skoob. A maluca dos romances de época que ainda vai escrever um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

O Príncipe Corvo
Elizabeth Hoyt

@laoliphantblog

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Paac Rodrigues

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Compre com desconto

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos