Resenhas 10jan • 2018

Lock & Mori, por Heather W. Petty

Às vezes você encontra um livro que chama a sua atenção pelo título. Você olha pra ele, lê a sinopse, mas não consegue largar a sensação estranha que aquele título te dá. Lock e Mori foi assim pra mim. A ideia de uma versão adolescente de Sherlock Holmes não é exatamente original, e a sinopse parece com várias fanfics que existem por aí na internet. Mesmo assim, eu encarei essa leitura com a esperança de que ele me surpreendesse. E de uma certa forma, ele surpreendeu, mas não sei se foi da maneira que eu queria.

Sherlock Holmes, um adolescente brilhante desafia sua colega de escola, a igualmente inteligente James Moriarty a um jogo muito interessante: vence o primeiro a desvendar a série de assassinatos que assombra a cidade de Londres. O jogo só tem uma regra, os dois devem compartilhar um com o outro todas as informações que conseguirem sobre o caso. Mas o que começa como um jogo se transforma em algo muito mais assustador quando Mori descobre que o assassino pode estar ligado ao seu passado

Começando pela escrita, Lock e Mori não é nem um pouco ruim. A narração, feita em primeira pessoa pela Mori, é muito eficaz em entregar os detalhes da história, e ao mesmo tempo passar as emoções e conflitos da história. Outra coisa que a narração consegue fazer muito bem é passar a personalidade da Mori e até mesmo do Lock nas cenas em que eles interagem. Esse livro conseguiu fazer uma coisa que muitos outros livros não conseguem: apresentar dois personagens inteligentes, arrogantes, que ainda assim conseguem ser simpáticos o suficiente para o leitores se afeiçoar a eles. Leia mais

09jan • 2018

Arqueiro lança primeiro livro da série Irmãs Lyndon

Julia Quinn está de volta, pessoal! E sim, isso é motivo para muitas comemorações se você, assim como eu, pensou que depois da duologia Agentes da Coroa, não veríamos novidades da autora por...

08jan • 2018

Vulgo Grace, por Margareth Atwood

Relançado em 2017 com um novo projeto gráfico, Vulgo Grace é um romance histórico escrito com maestria por Margaret Atwood. A escritora, conhecida principalmente pelo Conto da Aia, ganhou o mundo em 2017,...

05jan • 2018

Não me abandone jamais, por Kazuo Ishiguro

Antes de qualquer coisa, preciso dizer que o Kazuo Ishiguro é um dos meus autores favoritos. Não Me Abandone Jamais foi o primeiro livro do autor com o qual tive contato. Tudo começou...

04jan • 2018

Angie Thomas: a romancista que transformou o racismo e a violência policial em um bestseller

Esse ano foi bem importante para Angie Thomas, afinal, seu primeiro livro foi publicado, teve lugar garantido nas estantes de mais pessoas do que ela poderia imaginar e, como a cereja do bolo,...

03jan • 2018

Quando a Bela Domou a Fera, por Eloisa James

Eloisa James era uma leitura que eu estava louca para fazer desde que Quando a Bela Domou a Fera foi lançado no Brasil. Houve muito burburinho em cima desse romance de época e...

02jan • 2018

Meus 5 livros favoritos de 2017

Faz muito tempo que eu não sento na frente do computador para escrever um post sobre os melhores livros lidos de um ano. Essa coisa de canal do YouTube muda mesmo a forma...

1 2 3 4 110
Siga o @laoliphantblogInstagram