La Oliphant

La Oliphant

Mangás & Animes

Livros que viraram mangás

11 de junho de 2017 11/06/2017 4 Comentários

Você sabia que muitos mangas são na verdade adaptações de livros? Depois da leitura de Nossas Horas Felizes, resolvi trazer mais dicas de mangás baseados em livros que você pode encontrar por aqui no Brasil.

Battle royale

Battle Royale foi uma série de bastante sucesso. Teve anime, filme, mangá e tudo isso foi derivado do livro de Koushun Takami. A história se passa em um futuro distópico, onde um governo totalitarista sorteia uma turma de alunos do 9º ano para batalharem até a morte. O governo utiliza dessa tática para controlar a revolta da população, bem parecido com uma outra série não é?!

Na época de Jogos Vorazes, surgiram boatos e acusações de plágio por todos os lados, mas as histórias são diferentes. Não há televisão nem exploração midiática em Battle Roayle. As crianças saem para uma excursão e descobrem no meio do passeio que vão ter que lutar até a morte. Por meio de sorteio cada um recebe uma bolsa que pode ou não conter armas e mantimentos, os alunos também possuem uma coleira que explodirá caso tentem fugir ou se rebelar.

O mangá saiu no Brasil pela Conrad e o livro foi lançado pela Editora Globo. Adoro os dois, indico pra quem gosta de terror, suspense e de distopias. Lembrando que a pegada aqui é mais violenta e menos revolucionária que Jogos Vorazes. O mangá possui bastante gore e não é recomendado para menores de 18 anos.

1 litro de lágrimas

1 litro de lágrimas é um outro case de sucesso no Japão. O livro virou dorama, filme e mangá, ganhou o mundo e fez muita gente chorar. A história do livro é na verdade a transcrição do diário de Aya Kito, uma menina de quinze anos que descobre ter uma doença degenerativa incurável.

O nome não é por acaso, Aya foi diagnosticada com Degeneração Espinocerebelar, uma doença lenta e degenerativa que tira os movimentos do corpo até a totalidade sem tirar a consciência. Aya viu seu corpo se degenerar e foi perdendo seus movimentos até ser sepultada em uma cama, para sempre. A mãe de Aya incentivou a menina a escrever um diário quando ela foi diagnosticada, graças a esse gesto o mundo ganhou essa linda história.  As últimas palavras no diário são: “O fato de eu estar viva é uma coisa tão encantadora e maravilhosa que me faz querer viver mais e mais”.

Tanto o mangá como o livro saíram no Brasil pela Editora NewPop e você pode adquirir através da loja online da editora. Infelizmente eu só li o mangá. Quero ler o livro, mas ainda não tive coragem.

Um grito de amor do centro do mundo

Um grito de amor do centro do mundo é um livro escrito por Kyoichi Katayama e lançado no Brasil pela Alfaguara. Nas primeiras páginas o protagonista nos conta que a menina que ele amava morreu. Daí em diante conhecemos a história de um casal de adolescentes comum que tem que confrontar com a dureza da vida.

O romance deles se desenvolve de uma maneira bem bonitinha, é crível e garante suspiros e choros aos corações românticos. A vida deixa de ser cor de rosa quando Aki é diagnosticada com câncer. É um romance bonito e triste. Quem gostou de A culpa é Das Estrelas vai curtir.

Prefiro o mangá ao livro, mas é só implicância minha já que não gosto muito de histórias de sick-lit. Para mim o mangá é mais efetivo para passar o drama, quem gosta desse tipo de literatura pode ler o livro sem problemas. Ele é muito bem escrito e tem referências a mangás, anime e ao estúdio Ghibli. O mangá saiu no Brasil pela editora JBC com o nome Socrates in Love, ele se encontra disponível em livrarias de lojas especializadas.

Beatriz Kollenz

Queria ser mesmo uma garota mágica, infelizmente não deu nessa vida. Amo borboletas, mangas shoujo, desenhos animados e livros. Quando não estou voando nas nuvens costumo tocar piano, assistir um dorama ou sentar ao ar livre. Apesar de ser leonina sou muito tímida, a vida é assim, repleta de contradições.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Geminiana. Escritora de romances nas horas vagas, mas viciada em séries no dia a dia. Publicitária hiperativa de 9h às 18h. Tem Oasis em todas as suas trilhas sonoras literárias. Prefere o Goodreads ao Skoob. A maluca dos romances de época que ainda vai escrever um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

O Príncipe Corvo
Elizabeth Hoyt

@laoliphantblog

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Paac Rodrigues

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Compre com desconto

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos