La Oliphant

La Oliphant

Literaría

Seria possível um vilão se redimir?

Débora Costa
10 de agosto de 2017 10/08/2017 5 Comentários

Deixe-me fazer uma pergunta a todos vocês: um antagonista pode ser realmente redimido? Nessa mesma linha, ter um passado / educação trágico justifica, em última instância, ações do mal? Ou é um vilão só isso … um vilão?

Eu serei a primeira a admitir que sou apaixonada uma boa história de redenção. Eu aprecio um personagem tomando consciência de todos os seus erros ao longo do caminho e tentando consertar suas ações que acabaram prejudicando outros de alguma forma. Mas, eu também posso perceber como há personagens que estão simplesmente além do ponto de perdão.

Os spoilers são abundantes, entre por sua conta e risco.

Figura 1. Vilões de Harry Potter: O sacrifício final de Snape e sua aliança secreta com Dumbledore compensam seu ciúmes, sua possessividade e o abuso verbal com crianças? Snape realmente merece o título de “herói trágico”? Na minha opinião? Não. Quando eu separo o meu amor pelo Alan Rickman (RIP), o que sobra são pensamentos sérios sobre Snape. E esses sãos, o cara ainda é um “morcego grande demais” que guardou rancor por não saber levar um “NÃO” Depois de todo esse tempo? Sempre. Pra ir em outra direção, digamos Draco diretamente renunciou a aliança da família dele e lutou com a Armada de Dumbledore. Você justificaria o comportamento passado dele como sendo lavagem cerebral pela forma que ele foi criado?

Figura 2. Maven Calore da série Rainha Vermelha da Victoria Aveyard: Não me interprete mal. Eu absolutamente amo e apoio Mare e Cal juntos, mas não ao ponto de não ter volta. E se eu sou honesto comigo mesmo, há uma parte de mim que ainda é. Houve bastante indicios nos últimos dois livros que mostram que Maven tem algum tipo de remorso por causa das suas ações para ser um co-conspirador junto com Elara. Será que ele vai conseguir ir até o fim? Vamos, Maven, eu tenho fé em você.

Figura 3. Tamlin da série Sarah J. Maas A Corte de Névoa e Fúria: Deixe-me começar por dizer que eu de modo algum sinto que as vítimas de abuso devem se sentir obrigadas a perdoar seus abusadores. Mas fiquei muito feliz por Tamlin ter um momento sutil quando salvou Rhys para Feyre. Ele ainda é um burro? Sim. Feyre estava certa em ir embora? SIM. Mas eu tenho esperança de que isso signifique que ele aceita o relacionamento dos dois e está começando a seguir em frente. Além disso, sim. PS, acabe ficando com o Lucien.

Figura 4. Elphaba de L.Frank Baum de Wicked de Gregory Macguire: A vida e a época da bruxa malvada do Oeste. Ok. A bruxa se torna uma personagem mais simpática depois de conhecer mais sobre a sua própria história?

Então, o que você acha? Existem vilões literários que pagaram sua penitência? Quem você conseguiu perdoar os erros?

Imagem de Crédito: Imagem

Esta publicação foi escrita por Kate Krug e originalmente publicada no site Book Riot. O La Oliphant é responsável somente pela tradução do conteúdo.

Débora Costa

Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Geminiana. Escritora de romances nas horas vagas, mas viciada em séries no dia a dia. Publicitária hiperativa de 9h às 18h. Tem Oasis em todas as suas trilhas sonoras literárias. Prefere o Goodreads ao Skoob. A maluca dos romances de época que ainda vai escrever um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

O Príncipe Corvo
Elizabeth Hoyt

@laoliphantblog

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Paac Rodrigues

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Compre com desconto

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos