La Oliphant

La Oliphant

Literaría

Primeiras Impressões: Lacrymosa, de Juliana Daglio

Vinicius Fagundes
19 de abril de 2017 19/04/2017 0 Comentários

 

Como vocês já sabem, nós aqui do La Oliphant amamos ver autores nacionais criando histórias cada vez mais criativas e imaginativas. É exatamente por isso que nós temos o Clube Nacional, pra dar espaço para autores nacionais divulgarem as suas obras.

Por isso mesmo, nós ficamos muito felizes quando recebemos a oportunidade de fazer as primeiras impressões de Lacrymosa, novo livro da Juliana Daglio! Nós já entrevistamos a Juliana aqui no blog e até resenhamos Uma Canção Para a Libélula, então logicamente já estávamos animados para o novo livro dela, e ficamos ainda mais animados vendo ela falar sobre Lacrymosa nas redes sociais. Então quando recebemos as primeira trinta páginas de Lacrymosa, fomos correndo ler, e já temos nossas primeiras impressões.

Só pra dar um resumo rápido do plot, Lacrymosa conta a história de Valery Green, uma jovem detetive na pacata cidade de Darkville. Só que na realidade, Valery não é que diz ser, e o passado dela esconde muito mais do que seus colegas de trabalho imaginam. Mas os segredos da vida de Valery ameaçam vir a tona quando ela e o parceiro Axel são chamados para investigar o desaparecimento de um pai e sua filha.

Bom, como é realmente só o comecinho do livro, nós não vou julgar tanto do plot nem nada, porque não dá pra ter noção de tanta coisa ainda, né? O que eu posso julgar é a atmosfera geral da história, que me interessou muito. Eu adoro histórias que misturam o real e o sobrenatural, mostrando o que existem além do que conseguimos ver e Lacrymosa parece fazer exatamente isso. O que deu pra ver nesse começo de história já me deixou muito afim de continuar lendo.

A escrita em si também é outro ponto que eu curti bastante. Eu ainda não tive a chance de ler os outros trabalhos da Juliana Daglio (a resenha de Uma Canção Para a Libélula foi positiva, e eu ouvi coisas boas sobre O Lago Negro), mas Lacrymosa me parece ser um ótimo ponto de partida pra escrita dela. Inclusive aumentou a minha vontade de conhecer os outros livros dela.

A protagonista Valery, uma detetive que esconde um passado misterioso, me agradou bastante. Eu fiquei com a impressão que vou gostar ainda mais dela ao longo da história, porque ela me parece ser aquele tipo de personagem que vai mostrando mais e mais lados dele a medida que a leitura vai rolando. Mas o que eu vi, eu curti bastante. Gostei muito das interações dela com os outros personagens, principalmente com o parceiro Axel e com a colega de apartamento, Denise.

Bom, como já deu pra ver, nós estamos bem aminados pra ler Lacrymosa. O livro tem potencial pra contar uma história cheia de mistério e intriga, que também pode levantar várias questões sobre a natureza do bem e do mal. O livro ainda não tem data de lançamento definida (quando tiver a gente vai avisar aqui, com certeza), mas nós já estamos esperando cheios de ansiedade!

Vinicius Fagundes

23 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de Steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

The Beauty of Darkness
Mary E. Pearson

Compre com desconto

@laoliphantblog


Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos