Entrevistas 25jan • 2018

Naomi Novik conta sobre universo fantástico de Enraizados

Se você leu a minha resenha de Enraizados, provavelmente sabe que eu estou completamente apaixonada pela escrita e universo criados pela Naomi Novik. E o que a gente faz quando gosta muito de um autor? Você procura tudo o que pode sobre a vida dele. E foi isso o que eu fiz. Descobri que além de escritora, Novik também desenvolve jogos de computador e é a geek que todos nós desejamos ter como melhor amiga. Isso não poderia ficar melhor, não é mesmo?

Enraizados foi lançado no exterior sob o título de Uprooted em 2015, então eu consegui encontrar muitas informações e entrevistas da autora sobre esse livro. Uma delas, e a minha favorita, foi um bate papo que a autora teve com o site Porter Square Books, quando ela ganhou o prêmio de livro do ano do site. Ou seja, Enraizados é um grande sucesso lá fora e estamos batalhando para que seja um grande sucesso no Brasil também!

Como já é um pouco de praxe do blog, eu resolvi fazer a tradução da entrevista que o PSB fez com a autora para que, assim como eu, vocês se apaixonem ainda mais por ela. Eu sou muito boa tentando convencer vocês a ler um livro, não sou?!

Confira abaixo a entrevista da Naomi Novik sobre Enraizados:

Enraizados foi um enorme sucesso em 2015 – teve excelentes críticas e foi citado em várias listas de “melhores livros”, para não mencionar o fato de que ganhou nossa competição inaugural de Livro do Ano do PSB! Você estava esperando ter esse impacto nos leitores?

Eu tento não criar nenhum tipo de expectativa sobre como o livro vai se sair no mercado, embora obviamente eu sempre espere que o livro encontre um público apaixonado! Hoje em dia, geralmente tenho um bom senso de como um livro está indo enquanto escrevo. Se eu tiver uma ideia que não pareça fluir muito bem e os meus primeiros leitores não estão respondendo, geralmente deixo isso de lado.

Como escrever Enraizados, que é um livro único, foi diferente de escrever uma série longa como Temeraire?

O que eu mais gostei em escrever Enraizados foi que eu estava caminhando para o fim. Eu dou uma importância muito grande aos finais. Um final deve transformar o que veio antes e dar uma sensação de fechamento e satisfação.

Pessoalmente, eu sempre tenho o sentimento de que preciso terminar um projeto antes de pensar em publicá-lo. Muitas vezes, como escritora, quando eu finalmente chego ao final de uma obra é que percebo todo o caminho até ali. Há muitos escritores que planejam um livro antes de escrever – mas acho que se eu fizer isso, eu perco meu ritmo. Eu gosto de descobrir as coisas enquanto escrevo.

Enraizados é tão ricamente aprofundado no tipo de romances de fantasia e contos de fadas que eu amei quando criança, mas com um ar de novidade! Você estava pensando conscientemente sobre essas histórias passadas enquanto você estava escrevendo?

Sim, absolutamente. Minha mãe me contava contos de fadas poloneses quando eu era criança. Muitas delas estão em Enraizados, bem como vários contos de fadas da língua inglesa. De certa forma, é uma síntese dos dois.

O cenário de Enraizados baseia-se, em parte, na Polônia medieval. Havia eventos históricos desta época que ajudaram a inspirar o livro?

Sim. Eu desenhei as lendas antigas da Polônia para a criação de Enraizados. A capital (Kralia) é baseada em Cracóvia, e alguns personagens são vagamente inspirados em reis poloneses.

Quando escrevi a série Temeraire, estava tentando dar uma sensação muito realista e visando a precisão histórica para que os elementos fantásticos (os dragões) se sentissem orgânicos. Mas para Enraizados eu queria uma qualidade de conto mais de fadas. Eu estava conscientemente tentando não fazer muita pesquisa ou fundamentar especificamente em um lugar ou tempo, porque para mim, este livro ocorre em uma versão da Polônia que existia na minha cabeça quando eu tinha cinco anos – um lugar inventado. Isso na verdade não existe, mas isso foi muito real para mim quando eu era criança. Eu estava tentando preservar essa magia – um mundo um pouco embaçado ao redor das bordas, como uma aquarela.

Um dos elementos que mais amei foi a amizade entre Agnieszka e Kasia. Parecia um dos elementos mais importantes do livro.

Isso foi absolutamente intencional! Enraizados foi escrito como um livro Adulto, mas claramente tem alguns elementos de Young Adult fortes. Um fio comum em YA é quando o protagonista (uma menina razoavelmente comum) está em desacordo com a garota muito popular, bonita, que quase sempre a leva a sentir muita inveja. Mas esse não é um modelo de amizade ou relacionamento feminino que eu tive. Não há positividade suficiente lá. A inveja entre amigos é certamente real, e é algo que eu tentei manter no relacionamento. Mas, em sua maior parte, a inveja é menos importante do que o amor, o respeito e a força que eu consigo obter dos meus amigos.

Eu realmente queria criar um relacionamento entre Agnieszka e Kasia, onde não era tão simples quando Kasia era colocada em cima de um pedestal por causa de sua popularidade. Kasia é popular por um motivo – ela realmente é maravilhosa, e Agnieszka realmente a ama. Ao mesmo tempo, isso não significa que Agnieszka não possa ser incrível em seus próprios caminhos.

Eu também queria me concentrar nas raízes de Agnieszka. Em muitos contos de fadas, você tem apenas a garota que acaba isolada, roubada de sua família, amigos, sua casa e o herói deixa para trás sua própria vida para viver suas aventuras. Eu não queria esse modelo. Eu queria que Agnieszka continuasse com suas raízes. Então ela luta por eles. Ela volta para eles de uma maneira que não diminui a si mesma ou desiste de seu poder. Nesse sentido, o amor de Agnieszka por Kasia também representa suas raízes e seu amor por sua família.

Na segunda vez que eu li Enraizados, voltei imediatamente na parte em que temos o confronto final entre Agnieszka e Wood-Queen. Não consegui achar aquilo suficiente! Você está trabalhando em qualquer outra coisa que os leitores possam aguardar?

O último livro Temeraire está pronto! Eu encontrei uma maneira de encerrar a história que é satisfatório e verdadeiro. Os leitores terão que dar sua própria opinião, mas me pareceu certo, e demorou muito para chegar até lá. Espero que isso provoque uma sensação de fechamento sem fechar a porta no rosto do leitor. Quero deixar o tipo de abertura no meu trabalho que, quando o leitor terminar, eles podem imaginar os personagens continuando.

Depois que o último livro estiver lançado (lançamento da League of Dragons em junho de 2016), eu tenho muitas opções! Tenho algumas ideias para um graphic novel baseada em Temeraire. E também estou muito atrasada em um projeto de Fan Art. A história principal dessa coleção será Orgulho & Preconceito recontado no universo Temeraire. Sempre há muitas, muitas ideias, e não sei qual delas vai me pegar primeiro.

Muito obrigado por conversar com a gente. Última pergunta: existem livros que você recomendaria para os leitores que amaram Enraizados?

Primeiro, um clássico: The Hero and the Crown e The Blue Sword de Robin McKinley. Leitores cuidadosos podem encontrar um pequeno easter egg de Hero & Crown em Enraizados! Um título recente é o Sorcerer to the Crown de Zen Cho. É realmente uma leitura prazerosa, um romance regencial combinado com magia e feitiçaria. E por último, The Bear e o Nightingale de Katherine Arden. Esta é uma fantasia de influência russa que será lançada em 2017. Então, algo a aguardar!

Eu tô NO CHÃO com as respostas da Naomi Novick nessa entrevista. Se eu já era apaixonada por ela, agora eu sou AINDA MAIS apaixonada. Eu queria muito agradecer a equipe do Porter Square Books por terem compartilhado esse conteúdo com o blog, foi uma oportunidade única poder conversar com vocês e trocar figurinhas sobre os livros que tanto amamos. Esta brasileira está muito grata.

Tem sorteio de Enraizados acontecendo na Fanpage do blog!

E vocês acham que acabou? Não acabou! O blog irá sortear UM EXEMPLAR de Enraizado para os leitores que, foi cedido com muito carinho pela Rocco. O sorteio está acontecendo na nossa página do Facebook e para participar, basta que você cumprir as obrigatórias  e conferir o regulamento da promoção, tá? O sorteio é válido até dia 01/02 e o ganhador será anunciado na nossa página mesmo. Para participar do sorteio de Enraizados, basta você clicar aqui.

Débora Costa ver todos os artigos
Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

Posts relacionados

Comente com o Facebook

Comente pelo WordPress

15 Comentários

  • Lily Viana
    31 jan 2018

    Olá!
    Que entrevista fofa. Gosto muito de saber como os autores pensa sobre sua própria historia que escreve, sobre os leitores e isso é maravilhoso. Gostei muito de ler e já me deixou bem curiosa pelo livro.

    Tempos Literários

  • Ana I. J. Mercury
    31 jan 2018

    Que entrevista linda!
    Adorei, pois falou tão abertamente e intimamente com a autora!
    Que é uma fofa por sinal!
    Também quero muito ler Enraizados, e depois desse post, fiquei ainda mais curiosa! rsrsrs
    bjsss

  • Thuanne Hannah Ramos de Souza
    31 jan 2018

    Gosto bastante dessas entrevistas, pois dá pra ter bastante noção do processo dos autores. Eu não conhecia a autora, achei ela bastante simpática e verdadeira. Espero ter a oportunidade de ler esta obra.

  • Mariana Paiva
    31 jan 2018

    Já tinha visto a capa de Enraizados por aí, mas não sabia bem do que se tratava a história. Estou adorando essas entrevistas que eu tenho lido por aqui. Muito legal a autora abordar as duas personagens, Agnieszka e Kasia, de forma diferente do que estamos acostumados a ver. Geralmente, a gente acaba vendo é muito rivalidade por conta das diferenças. Não é o tipo de livro que eu geralmente leio, mas achei bem interessante e a autora é bem simpática, além disso é livro único, o que é um ponto positivo pra mim que prefiro livros assim.

  • Vitória Pantielly
    30 jan 2018

    Oi Débora …
    Ah, como é bom conhecer um pouco mais sobre autores que nos conquistam né?!!!
    Não li sua resenha – ainda – mas pelos comentários da autora dá pra perceber como ela escreve suas histórias com paixão e sem dúvidas conquistará os leitores. O enredo de Enraizados é bem original, eu gostei, fiquei curiosa para ler, melhor ainda sabendo que já vem lançamento por Isso…
    Beijos

  • Samantha Correa
    29 jan 2018

    Não tinha lido a resenha, mas apenas lendo a entrevista eu já gostei, e a capa do livro também é linda, é claro que vou participar do sorteio.
    Gostei de saber de onde ela tirou inspiração, pois nunca tinha pensado em reis poloneses mas acho que isso é que dá um diferencial ao livro, ser algo que não e muito comum de ser encontrado atualmente.

  • Jéssica Maria
    29 jan 2018

    Oi ,eu realmente nunca tinha ouvido falar sobre o livro e nem sobre a autora ,mas msm n sabendo quase nada do livro ,gostei bastante das respostas dela ,me deixaram com vontade de ter esse livro tão bonito ,vou até procurar aqui …

  • Carolina Santos
    29 jan 2018

    Fiquei bem surpresa quando soube mais desse livro não sabia que ele era de fantasia e que envolvia contos de fadas Adorei a entrevista e acabei de adicionar este livro A minha lista de favoritos eu só espero que essa não seja uma daquelas séries que a editora inventa de publicar e depois cancela a publicação

  • Camila Rezende
    27 jan 2018

    Olá Débora,
    Gosto dos post com as entrevista com os autores. É bom conhecer mais sobre as inspirações dos escritores quando escreveram um livro.
    Ainda não tive a oportunidade ler ler Enraizados ou outro livro da autora, mas li varias críticas positivas sobre ele e tenho curiosidade.

  • Lana Silva
    26 jan 2018

    Gostei muito da forma com que esta nos convencendo a dar uma chance a esta leitura, já havia lido resenhas sobre este livro, mas a princípio não havia me cativado tanto, porém ao ler esta entrevista e compreender melhor o processo de criação do livro, e do que se trata, fiquei bastante curiosa para ler a obra. Com certeza irei participar do sorteio, quem sabe esta e minha oportunidade de ler o livro.

    Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

  • Pamela Liu
    25 jan 2018

    Oi Débora.
    Fiquei com bastante vontade de ler esse livro, ainda mais por ser um livro único.
    Ainda não li nenhuma história com influências polonesas, então vai ser interessante saber mais sobre essa cultura e seus contos de fadas.
    Adorei conhecer um pouco mais sobre a autora. Ela é uma fofa;
    Bjs

  • Janaina Silva
    25 jan 2018

    Débora,você definitivamente me convenceu a conhecer essa história.
    Além também do fato de que eu adoro livros de fantasia,com boas pitadas de romance.
    Assim como também gostei da entrevista da autora.
    Principalmente quando ela nos conta que se baseou nos contos de fadas contados por sua mãe.
    Não tem como não desejar embarcar nesse mundo criado por ela . 🙂

  • Ludyanne Carvalho
    25 jan 2018

    Preciso dizer que você é excelente na arte do convencimento. Haha…
    Eu só conhecia a capa de Enraizados, e sempre achei muito bonita. Agora estou super curiosa com a história.
    Que lindo saber que é um conto de fadas e que se passa na Polônia. Acho que nunca li um livro nesse universo, e será uma ótima oportunidade.
    Naomi parece uma pessoa extremamente incrível, achei fantástico que ela pense no final. É muito ruim ler uma história maravilhosa com um desfecho que deixa a desejar, e pelo visto ela se preocupa com isso.
    Vou correr pra participar do sorteio.

    Beijos

  • Lynn Prado
    25 jan 2018

    Ooi, infelizmente ainda não li esse livro, mas achei incrível conhecer um pouco mais da autora e do universo criado por ela.
    Não sabia que havia traços das fábulas polonesas.
    Bjs

  • Lili Aragão
    25 jan 2018

    Tenho visto resenhas bem positivas dessa obra e achado cada vez mais interessante e achei bacana conhecer um pouquinho da autora nessa entrevista, fiquei curiosa sobre a outra série que ela cita bastante Temeraire 😉

  • Siga o @laoliphantblogInstagram