La Oliphant

La Oliphant

Cinema

O que deu errado em Percy Jackson e os Olimpianos

Vinicius Fagundes
24 de abril de 2016 24/04/2016 13 Comentários

percy jackson

No final do mês passado, eu postei aqui no blog uma lista de adaptações literárias que eu considero como fracassos. Quando eu disse “fracasso”, me referia mais ao quesito bilheteria e a opinião dos críticos, mas é claro que o meu gosto pessoal acabou influenciando a lista, afinal eu sou fã dos livros que serviram de base pros filmes, e é chato você ver uma história que você gosta ser transformada num filme que não te agrada.

Pensando nisso, e depois de uma conversa com a Débora, surgiu a ideia de começar uma nova coluna aqui no blog, com o objetivo de observar o que exatamente os filmes fizeram que não agradaram aos fãs (mais especificamente, a mim, já que sou que estou escrevendo), e o que nós faríamos de diferente.  E eu achei que pra começar, seria legal falar de um das adaptações que mais me decepcionou: Percy Jackson e os Olimpianos: O Ladrão de Raios.

Então, pra manter tudo bem organizado, vamos fazer o seguinte: Eu vou apontar o que eu considero um ponto fraco no filme, e dar uma ideia de como eu faria diferente. (Apesar de que se eu for listar tudo o que eu não gosto nesse filme, ia ter um mês inteiro só de posts sobre isso)

Bom, sem mais delongas, vamos começar:

1 – A Idade dos Personagens.

percy jackson

O problema: Eu falei no post sobre adaptações fracassadas que gosto do Logan Lerman como Percy, e realmente gosto da atuação dele. Mas uma das coisas que mais me chatearam com o filme é o fato de que Percy, Anabeth e outros personagens são mais velhos do que eram nos livros. Pra quem não sabe, no primeiro livro da série, Percy tem 12 anos de idade, e cada livro se passa em um ano da vida dele, ou seja, ele termina a série com 16 anos.

Nos livros, isso permite que o leitor acompanhe o crescimento e amadurecimento de Percy e dos outros personagens através dos anos, o que torna a jornada do personagem mais significativa. Alem disso, as situações pelas quais ele passa parecem mais perigosas quando acontecem com um garoto tão novo. No filme, Percy já tem 17 anos, o que diminui um pouco aquele fator de perigo, já que ele parece mais capaz de enfrentar as ameaças que encontra.

O que eu faria diferente: Meio obvio, né? Manter as idades dos personagens igual as dos livros. Existem muitos atores mirins que poderiam fazer um ótimo trabalho com um personagem como Percy. Por exemplo, se fossemos fazer esse casting em 2010, quando o primeiro filme foi lançado, os atores Dylan Sprayberry (Teen Wolf, O Homem de Aço) e Nick Robinson (Jurassic World, A 5ª Onda) poderiam ter interpretado Percy. Ou se formos pensar em um possível reboot, David Mazouz (Gotham, Touch) e Levi Miller (Peter Pan) são jovens atores com potencial para esse tipo de papel.

2 – Mudanças Demais na História

percy jackson

O problema: Reclamar que o filme é diferente do livro chega a ser ridículo, afinal é claro que certas cenas e elementos do livro não vão funcionar da mesma forma na página e no cinema. Mas, no mínimo, o filme deveria manter a base da história do livro, já que é isso que direciona os personagens ao longo da história.

No filme, muitas mudanças, mas tipo muitas mesmo, são feitas. O papel do Hades na história, o fato de que os meio-sangues usam tecnologia, as cenas no Cassino Lotus, o fato de que a Névoa nunca é nem mencionada, etc. Eu entendo que mudanças são necessárias quando se está adaptando um livro pro cinema, mas chega a um ponto em que fica difícil de associar o filme com o livro, sabe?

O que eu faria diferente: É difícil dizer de que  a culpa nessa questão, se é do diretor, do roteirista ou dos produtores. Eu vou arriscar e dizer que não é do diretor, já que considero o Chris Columbus um diretor bastante competente, principalmente com os primeiros filmes da série Harry Potter. Então vamos focar no roteirista, Craig Titley. Eu substituiria ele por algum outro roteirista, por exemplo pela dupla de Christopher Markus e Stephen McFeely, roteiristas da série de filmes As Crônicas de Narnia e dos filmes do Capitão America.

3 – Cenas Completamente Desnecessárias

percy jackson

O problema: Emendando com o problema acima, o filme tem algumas cenas que são simplesmente dispensáveis. O maior exemplo disso é tudo o que acontece dentro do Cassino Lotus. Alguém, pelo amor de Deus, me explica porque causa, motivo, razão ou circunstancia o Grover tem uma cena de dança no filme? Pra quê? Por quê? HEIN??????

Eu não tenho dúvidas que isso é culpa de algum produtor que queria que o filme fosse mais “divertido” e mais voltado para o público infantil. E na cabeça de Hollywood isso é sinônimo de um sátiro dançando Lady GaGa… Sério, me mata.

O que eu faria diferente: JOGARIA ESSAS PÁGINAS DO ROTEIRO NO LIXO E TACARIA FOGO. E depois incluiria cenas mais focadas nos personagens e no desenvolvimento emocional deles. Assim, o público se aproxima mais dos personagens e se interessa mais no que acontece com eles.

Bom, no geral , é isso. Claro que é fácil apontar os problemas depois que o filme já foi concluido e lançado, mas eu acho que esse tipo de coisa pode ser resolvida ainda nas primeiras etapas da produção. Eu espero de verdade que, no futuro, aconteça um reboot de Percy Jackson, talvez como uma série da Netfix, por exemplo. E, quem sabe, até uma adaptação da série Percy Jackson e os Heróis do Olimpo.

E aí, de qual filme a gente deve falar numa próxima vez? Deixem as soluções aqui nos comentários!

Vinicius Fagundes

23 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Viciado em histórias. Desconhecido mundialmente.

ver todos os artigos »



Deixe seu Comentário


Débora Costa

Débora Costa

Geminiana. Escritora de romances nas horas vagas, mas viciada em séries no dia a dia. Publicitária hiperativa de 9h às 18h. Tem Oasis em todas as suas trilhas sonoras literárias. Prefere o Goodreads ao Skoob. A maluca dos romances de época que ainda vai escrever um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

O Príncipe Corvo
Elizabeth Hoyt

@laoliphantblog

Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Paac Rodrigues

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Compre com desconto

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos