La Oliphant

La Oliphant

Tudo em: Literaría

Diana Galbadon fala sobre inspiração para escrever Outlander

Débora Costa
05 de outubro de 2016 05/10/2016 0 Comentários

Diana Galbadon fala sobre inspiração para escrever Outlander

Não é segredo para ninguém que acompanha o blog que, além de eu ser uma completa apaixonada por romances de época, eu também amo qualquer livro que tenha como tema principal viagem no tempo. E adivinhem qual o livro que consegue reunir as duas coisas que eu mais amo na literatura? Isso mesmo, Outlander. Escrito por Diana Galbadon, o livro conta a história de Clair Randall, uma enfermeira da segunda guerra mundial que, acidentalmente, viaja 200 anos no tempo e acaba se encontrando no meio de uma guerra entra a Escócia e a Inglaterra.

Com um enredo completamente apaixonante, e personagens difíceis de se esquecer, é muito comum que os leitores da série comecem a se perguntar de onde a autora conseguiu tirar inspiração para desenvolver uma trama tão complexa e tão cheia de aos e baixos. Bem, agora nós temos essa resposta. Em uma entrevista com a BBc Alva, Diana revelou que sua inspiração para escrever Outlander não veio de nada além do kilt, a roupa masculina escocesa que os homens costumam usar.


Pedro Chagas Freitas – quando o Brasil descobre Portugal

Rafaela Rodrigues
27 de setembro de 2016 27/09/2016 0 Comentários

Pedro Chagas Freitas - quando o Brasil descobre Portugal

Olá, meus adorados Oliphants! Hoje, com muito gosto, vim falar de uma descoberta que tive o prazer de fazer no ano passado e de um autor que tive a honra de conhecer, conversar um pouquinho e me apaixonar consideravelmente. Estou falando do Pedro, autor a quem fui apresentada no ano passado por meio de uma leitura proporcionada pelo blog (obrigada, Débora!!!) e, sinceramente, acho digno apresentá-lo de forma correta a vocês, se já não tiver feito isto anteriormente.

Pedro Chagas Freitas é um escritor de, como em seu próprio site diz, romances, novelas, contos, crônicas, letras de músicas e outras imbecilidades. Natural das terras lusitanas, em 2014 ficou na lista dos autores mais vendidos por lá. Já teve diversas profissões, estudou linguística e até criou um jogo para estimular a produção de escrita. Apesar de já trabalhar com escrita há tempos, sua primeira obra publicada data de 2005 e, até o momento, sua única obra publicada aqui no Brasil é Prometo Falhar – cuja resenha e os relatos do evento de lançamento, que contou com a presença do autor, você pode encontrar aqui e aqui, respectivamente.


Wattpad: o que é, quem usa e pra quê?

Rafaela Rodrigues
06 de setembro de 2016 06/09/2016 0 Comentários

Wattpad: o que é, quem usa e pra quê?

Olá, pessoas que leem! Como vão? Espero que estejam bem, lendo bastante e gostando de suas leituras. Hoje o assunto é, digamos, leitura alternativa. Falaremos da plataforma Wattpad, que já é antiguinha – está online desde 2006-, cujo intuito é permitir que pessoas possam postar conteúdo textual e interagir por meio dos comentários. Atualmente, com audiência de 45 milhões de pessoas, mensalmente, e 200 milhões de histórias hospedadas (segundo dados do próprio site), é possível encontrar uma infinidade de leituras bem interessantes e que servem para todos os gostos.

Quem pegou a época das fanfics e webnovelas talvez se adapte fácil ao esquema mais utilizado no Wattpad, que é o das atualizações “agendadas’, ou os capítulos, trechos, postados separadamente de acordo com o interesse dos leitores ou disponibilidade do próprio autor. Da mesma forma, quem não conheceu as fanfics e webnovelas, tem a chance de experimentar a interação que, na maioria das vezes é possível, com o autor e outros leitores, por meio dos comentários – que muitas vezes, acabam levando o autor a mudar o rumo da história por conta das expectativas de seu público.


Margarete von Waldeck: A Verdadeira História da Branca de Neve

Débora Costa
22 de agosto de 2016 22/08/2016 6 Comentários

Margarete von Waldeck: A Verdadeira História da Branca de Neve

Considerando que Branca de Neve tenha todos os requisitos básicos para um conto-de-fadas, é estranho descobrir que, na realidade, ela fora inspirada em uma história real. Após postar um artigo sobre a verdadeira história de A Bela e a Fera, fui informada (obrigada Mara!) de que a famosa história da jovem com pele de alabastro e sua maçã envenenada, também possuía uma inspiração real e igualmente interessante. Curiosa, fui procurar um pouco mais sobre o assunto, e o que encontrei,  vocês irão ler a seguir.

Jakob e Wilhelm Grimm, os autores do conto da Branca de Neve e os Sete Anões, eram estudiosos alemães que coletavam, pesquisavam e escreviam histórias baseadas em folclore, no início do século XIX. As histórias que espalharam-se de boca em boca por toda a Europa, eram tratadas como pesquisas acadêmicas e os irmãos chegaram a escrever mais de 200 delas. Uma destas histórias era a Branca de Neve, baseada nos registros de várias pessoas – desde camponeses a aristocratas – que atraiu críticas a respeito do quão precisamente tal tradição oral fora proferida durante seus processo de transcrição.


Bienal do Livro: juntando dinheiro pra não passar aperto na hora H

Rafaela Rodrigues
20 de agosto de 2016 20/08/2016 0 Comentários

Bienal do Livro: juntando dinheiro pra não passar aperto na hora H

Olá, Oliphants! Minha vasta experiência com apaixonados por livros me diz, e minha intuição também, que, para os portadores desse gene, é muito difícil se aproximar de uma livraria, um sebo, uma barraquinha de livros por R$2,00 na praça sem surtar e soltar aquele típico “Cala a boca e pega meu dinheiro!”, quem dirá de uma feira gigantesca que reúne as mais diversas – grandes e pequenas- editoras, distribuidoras de livros, algumas livrarias e até mesmo escritores. Eu sei, a pressão é gigantesca. E é complicado lidar com o dinheiro no meio de tantos livrinhos doidos pra serem levados pra casa, e muitas vezes com um autógrafo e uns marcadores tão adoráveis de brinde.

Óbvio, eu não me espantaria se a razão de a Bienal do Livro ser um evento…bienal…fosse dar um tempo de preparação pra galera. Quer dizer, leva um tempo considerável para pesquisar os livros que você quer e decidir os que podem realmente entrar para a lista (muitos serão chamados, poucos serão escolhidos), pesquisar descontos, ver o que vale deixar para comprar na feira ou depois, comprar passagem e ver hospedagem, se for o caso e, algo importante: juntar dinheiro. Mas Rafaela, menina, país tá em crise, como que eu vou juntar dinheiro para a Bienal?!


Kobo vs Kindle – meu amor por e-readers e minha experiência com os mesmos

Rafaela Rodrigues
15 de agosto de 2016 15/08/2016 11 Comentários

Kobo vs Kindle - meu amor por e-readers e minha experiência com os mesmos

Olá, Oliphants! Como vão? Espero que estejam bem, com suas leiturinhas em dia! Hoje vou contar para vocês como foi e como tem sido minha experiência com e-readers. Eles, que chegaram devagar, e que muita gente achou que a proposta era tomar o lugar dos convencionais e insubstituíveis livros. Mas quem ousou experimentar sabe que, para um leitor, o conforto e praticidade oferecidos por eles são incomparáveis.

Quando digo que são práticos e confortáveis, não minto: me recordo do alívio em ter lido os primeiros cinco livros de As Crônicas de Gelo e Fogo, dotados de umas 4223 páginas, na rua ou em qualquer lugar, sem acabar com a minha coluna ao entupir mais a mochila e sem precisar esperar pra chegar em casa e ler nas duas horinhas que eu tinha antes de dormir, ou nunca terminaria a saga.


Séries Literárias Que Precisam Vir Pro Brasil

Vinicius Fagundes
08 de agosto de 2016 08/08/2016 9 Comentários

Séries Literárias Que Precisam Vir Pro Brasil

Partiu mais um post sobre séries literárias! Algum tempo atrás, eu fiz um post aqui no blog listando alguns autores que eu gostaria de ver publicados no Brasil. Desde então, 2 dos autores que eu inclui no post tiveram seus livros lançados aqui: A Galera Record lançou Anna Vestida de Sangue, da Kendare Blake (resenha aqui), e a Intrínseca está lançando Faca de Água, do Paolo Bacigalupi (e eu espero que lancem Ship Breaker futuramente). Não estou dizendo que eu influenciei as editoras, mas acho que nem preciso, não é?Então, aproveitando esse embalo de livros que eu queria faz tempo sendo trazidos pra cá, resolvi fazer outro post nesse estilo.

Dessa vez, vai ser um pouco diferente. Em vez de citar autores, vou listar algumas séries que eu gostaria de ver publicados no Brasil. Em certos casos, o autor já pode ter algum livro lançado por aqui, mas eu estou me referindo especificamente a série em questão. Além disso, um dos livros citados já foi lançado no Brasil, mas chegando na vez dele, vocês vão entender o porque dele estar nessa lista. Vamos começar então:


Débora Costa

Débora Costa

Escritora melancólica nas horas vagas, publicitária hiperativa no dia a dia. Viciada em Oasis, uma eterna apaixonada por Beatles. Leitora compulsiva de livros de Steampunk. Futura autora de um livro sobre viagem no tempo.

O que eu estou lendo?

The Beauty of Darkness
Mary E. Pearson

Compre com desconto

@laoliphantblog


Colaboradores

Vinicius Fagundes

ver todos os artigos »

Beatriz Kollenz

ver todos os artigos »

Editoras Parceiras

Assine nossa Newsletter

Últimos Vídeos